MINERAIS ESSENCIAIS AO ORGANISMO

MINERAIS ESSENCIAIS AO ORGANISMO

DIETA E NUTRIÇÃO

  Tupam Editores

0

Na natureza, os minerais estão presentes no solo e nas águas e, no corpo humano, em pequenas quantidades, nos tecidos, líquidos e secreções corporais, sendo elementos essenciais para o bom funcionamento do organismo e manutenção da saúde.

Representam cerca de 4 a 5% do peso corporal em mulheres e homens adultos e podem ser encontrados principalmente nos vegetais, cereais e alimentos de origem animal com a sua concentração a revelar-se mais elevada nos alimentos integrais, uma vez que o refinamento dos grãos provoca a perda de boa parte dos minerais integrados na casca.

São atualmente conhecidos centenas de elementos minerais, mas comummente somente 21 deles são considerados como essenciais para as funções fisiológicas e processos metabólicos do corpo animal, a saber: cálcio, cloro, cobalto, cobre, crómio, enxofre, estanho, ferro, flúor, fósforo, iodo, magnésio, manganésio, molibdénio, potássio, selénio, silício, sódio, vanádio, níquel, zinco.

Sob a forma de sais minerais, alguns destes nutrientes, como o cálcio, fósforo, enxofre, potássio, sódio, cloro e magnésio, são necessários ao nosso organismo em quantidades relativamente elevadas (superiores a 100mg/dia), e por isso são designados por macronutrientes. Já outros sais minerais, como o ferro e o zinco, são chamados de micronutrientes minerais, por serem igualmente indispensáveis ao organismo, porém em quantidades relativamente baixas.

Todos estes elementos desempenham múltiplas funções no organismo, podendo encontrar-se no esqueleto ósseo, sangue e outros fluídos corporais, combinados com enzimas, integrados em hormonas, proteínas e muitas outras moléculas. Tal como as vitaminas, os minerais são substâncias químicas inorgânicas e, como tal, têm de ser fornecidos através dos alimentos pois só podem ser absorvidos pelos intestinos depois de devidamente digeridos e convertidos à sua forma mais elementar.

Os minerais são elementos que contribuem decisivamente para a regulação da atividade e manutenção celular, facilitam o transporte de diversas substâncias, mantêm a atividade muscular e nervosa em boas condições, além de também estarem envolvidos no processo de crescimento, embora de forma indireta. De referir que alguns minerais como o cálcio e o ferro são mais bem aproveitados pelo organismo humano quando a sua fonte alimentar é de origem animal.

Sendo os organismos vivos incapazes de produzir sais minerais, estes nutrientes devem ser obtidos de fontes alimentares de origem animal ou vegetal. Apesar de não fornecerem calorias, a ingestão dessas substâncias é de fundamental importância, uma vez que atuam na formação de ossos, dentes, controle do impulso nervoso, coagulação, manutenção do equilíbrio osmótico, transferência de substâncias pelas membranas e no processo de respiração celular.

A falta ou desequilíbrio dos níveis de sais minerais no organismo dos seres vivos pode ser fatal, uma vez que altera significativamente o metabolismo, daí ser essencial a manutenção de uma alimentação variada e saudável para o equilíbrio e funcionamento harmonioso do corpo.

São descritos a seguir alguns exemplos de minerais essenciais e funções que desempenham no corpo humano.

Cálcio – Contribui para a formação da estrutura do tecido ósseo e dentes, além de intervir em diversas funções orgânicas como na contração muscular, sistema nervoso e coagulação sanguínea. Está presente no leite e seus derivados, frutos secos e algumas hortícolas.

Potássio – Participa na síntese proteica, na regulação dos líquidos corporais e na resposta neuromuscular. Presente na generalidade dos cereais e frutas, hortícolas, leguminosas secas, carne, peixe, crustáceos e moluscos.

Sódio – Contribui para a regulação dos líquidos corporais e participa na transmissão eletroquímica nos músculos e na permeabilidade celular. Pode encontrar-se na carne, peixe, ovos, produtos de charcutaria e salsicharia, alguns enlatados e em determinado tipo de queijos.

Magnésio – Intervém no processo de relaxamento muscular, funcionando como antagonista do cálcio, além de participar em praticamente todos os processos orgânicos. Está presente nos cereais e leguminosas, na fruta, nos vegetais e no leite.

Selénio – Participa na manutenção da estrutura e funções das membranas celulares. Em conjunto com a vitamina E, tem propriedades antioxidantes. Pode encontrar-se na carne, vísceras de animais, no peixe, em algumas oleaginosas e leguminosas, bem como nos cereais.

Cobre – Participa no metabolismo do ferro e nos mecanismos imunitários, e é um dos constituintes de diversas enzimas que contribuem para a síntese de transmissores nervosos e de proteínas. Está presente nos feijões, castanhas, chocolate, aves, mariscos e fígado.

Fósforo – Entra na composição dos ossos e dentes, sendo também um componente de todas as células do organismo e de produtos do metabolismo. Encontra-se na carne, peixe, leite e derivados bem como em leguminosas.

Zinco – É um elemento essencial para a ação de numerosas enzimas, além de participar no metabolismo proteico, designadamente na síntese de ADN, de colagénio e da insulina. Está presente nos cereais, no feijão, na ostra e mexilhão.

Ferro – É um elemento indispensável a um grande número de funções vitais. Além de participar no transporte de oxigénio e dióxido de carbono através da corrente sanguínea, como constituinte da hemoglobina, é igualmente um importante constituinte de enzimas e fundamental para o desenvolvimento físico e intelectual, assim como para a capacidade de defesa do organismo perante o risco de infeções. Está presente na carne, peixe, gema de ovos, leguminosas como o feijão e a lentilha, alguns vegetais e frutos secos.

ALGUNS MITOS ALIMENTARES

DIETA E NUTRIÇÃO

ALGUNS MITOS ALIMENTARES

A alimentação é o processo pelo qual os organismos obtêm e assimilam alimentos ou nutrientes para desempenho das suas funções vitais.
ALIMENTAÇÃO, QUE FUTURO?

DIETA E NUTRIÇÃO

ALIMENTAÇÃO, QUE FUTURO?

Uma alimentação saudável pressupõe que esta seja completa, variada e equilibrada, proporcionando energia adequada e bem-estar físico ao longo do dia, estando a sua prática associada à prevenção de doe...
TERAPIAS COMPLEMENTARES: OSTEOPATIA

DOENÇAS E TRATAMENTOS

TERAPIAS COMPLEMENTARES: OSTEOPATIA

Etimologicamente, o termo osteopatia deriva do grego antigo, osteon (osso) e páthos (estado ou condição), podendo ser definido como um tipo de terapia que incorpora conhecimentos de medicina alternati...
VULNERABILIDADES À CANDIDA ALBICANS

DOENÇAS E TRATAMENTOS

VULNERABILIDADES À CANDIDA ALBICANS

A candidíase é uma infeção causada por qualquer um dos mais de vinte fungos do género Candida conhecidos, sendo a espécie mais dominante a Candida Albicans.
0 Comentários