Cobalto

DCI com Advertência no Dopping
O que é
Estabilizadores dos fatores indutores de hipoxia (HIF)

O cobalto é um componente central da vitamina B12 (cianocobalamina).

Tem o símbolo atómico Co, número atómico 27 e peso atómico 58,93.

O cobalto é um metal duro, ferromagnético, de coloração branca azulada.

Sua temperatura de Curie é de 1388 K.

É um metal de transição situado no grupo 9 (VIIB) da Classificação Periódica dos Elementos.

É utilizado em armas nucleares, ligas, e pigmentos.

O Co-60, radioisótopo é usado como fonte de radiação gama em radioterapia e esterilização de alimentos.

Normalmente é encontrado junto com o níquel, e ambos fazem parte dos meteoritos de ferro.

É um elemento químico essencial para os mamíferos em pequenas quantidades.

O Co-60, um radioisótopo, é um importante traçador e agente no tratamento do cancro.

Deficiência em animais leva à anemia; seu excesso em humanos pode conduzir a eritrocitose.

O efeito fisiológico de cobalto é por meio do aumento da histamina liberação e imunidade mediada por células.

Telecobaltoterapia: Tratamento pelos raios gama obtidos por meio de uma bomba que contém uma cápsula de cobalto radioactivo, colocada à distância do doente.

Dopping: Substância probida - Portaria n.º 411/2015, de 26 de novembro - Aprova a Lista de Substâncias e Métodos Proibidos para 2016 e revoga a Portaria n.º 270/2014, de 22 de dezembro.
Usos comuns
Telecobaltoterapia: A terapia de cobalto é um tratamento de radioterapia agora considerado obsoleto.

O cobalto é utilizado para tratar a anemia em mulheres grávidas, uma vez que estimula a produção de células vermelhas do sangue.

No entanto, a alta concentração de cobalto podem prejudicar a saúde humana.
Tipo
Sem informação.
História
Compostos de cobalto tem sido utilizados por séculos por transmitir uma cor azul ao vidro e cerâmicas.

O Cobalto foi detectado em esculturas egípcias e pedras preciosas persas do terceiro milênio A.C., nas ruinas de Pompéia (destruida em 79 A.C.) e na China da dinastia Tang (618-907) e Dinastia Ming (1368–1644).[1]

O elemento foi descoberto por Georg Brandt.

A data do descobrimento é incerta, variando nas diversas fontes entre 1730 e 1737.

Brandt foi capaz de demonstrar que o cobalto era o responsável pela coloração azul do vidro, que previamente era atribuído ao bismuto.

O nome do elemento é proveniente do alemão kobalt ou kobold, que significa espírito maligno ou demónio das minas, chamado assim pelos mineiros devido a sua toxicidade, e os problemas que ocasionava eram semelhantes aos do níquel, contaminando e degradando os elementos que se desejava extrair.

Uma outra possível etimologia desta palavra é atribuída aos mineiros Harz e Erzgebirgechitze, que sentiram-se logrados, já que, além de não possuir o valor esperado, este metal era nocivo à saúde e à prata (metal que ocorre junto com o cobalto); segundo a lenda, acreditavam os mineiros que um duende roubava a prata, deixando o cobalto em seu lugar.

Durante o século XIX, entre 70 e 80% da produção mundial de cobalto era obtido na fábrica norueguesa Blaafarveværket do industrial prussiano Benjamin Wegner.

Em 1938 John Livingood e Glenn Seaborg descobriram o cobalto-60.

A primeira máquina de radioterapia, bomba de cobalto, foi construída no Canadá por uma equipe liderada por Ivan Smith e Roy Errington, utilizada num paciente em 27 de outubro de 1951.

O equipamento atualmente se encontra exposto no Saskatoon Cancer Centre, na cidade de Saskatoon (Saskatchewan).
Indicações
Ligas metálicas: superligas usadas em pás de turbinas a gás, turbinas de aviões, ligas resistentes a corrosão, aços rápidos, carbetos e ferramentas de diamante.

Imãs do tipo (Alnico) e em cintas magnéticas

Catálise do petróleo e indústria química.

Revestimentos metálicos por eletrodeposição devido ao seu aspecto, dureza e resistência a corrosão.

Secante para pinturas: tintas e vernizes.

Revestimento base de esmaltes vitrificados.

Pigmentos: cobalto preto e cobalto verde.

Eletrodos de baterias elétricas.

Cabos de aço de pneumáticos.

O Co-60, radioisótopo é usado como fonte de radiação gama em radioterapia, esterilização de alimentos (pasteurização fria) e radiografia industrial para o controle de qualidade de metais (detecção de fendas).

O cobalto em pequena quantidade é um elemento químico essencial para numerosos organismos, incluindo os humanos.

O cobalto é um componente central da vitamina B12 (cianocobalamina).
Classificação CFT
n.d.     n.d.
Mecanismo De Ação
Sem informação.
Posologia Orientativa
Sem informação.
Administração
A substância pode ser absorvida pelo organismo por inalação.
Contraindicações
Sem informação.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
A concentração perigosa de partículas no ar pode ser alcançado rapidamente quando disperso.

Efeitos da exposição a curto prazo:
O aerossol é ligeiramente irritante para o tracto respiratório.

Efeitos de longo prazo ou exposição repetida:
O contato repetido ou prolongado pode causar sensibilização da pele.

A inalação repetida ou prolongada pode causar asma.

A inalação repetida ou prolongada pode causar efeitos sobre os pulmões.

Esta substância é possivelmente cancerígena para os seres humanos.


Os efeitos de saúde que são o resultado de tomar altas concentrações de cobalto são:

- Vómitos e náuseas
- Problemas de visão
- Problemas cardíacos
- Danos na tiróide

Os efeitos na saúde também pode ser causada por radiação de isótopos radioactivos de cobalto.

Isso pode causar esterilidade, perda de cabelo, vómito, sangramento, diarreia, coma e até morte.
Advertências
Dopping
Dopping:Dopping: Substância probida - Portaria n.º 411/2015, de 26 de novembro - Aprova a Lista de Substâncias e Métodos Proibidos para 2016 e revoga a Portaria n.º 270/2014, de 22 de dezembro.
Precauções Gerais
O cobalto metálico em pó finamente dividido é tóxico.

Os compostos de cobalto geralmente devem ser manipulados com cuidado devido à ligeira toxicidade do metal.

O Co-60 é radioativo e a exposição a sua radiação pode provocar cancro.

Na ingestão de Co-60 ocorre a acumulação de alguma quantidade nos tecidos, que é eliminada muito rapidamente.

Inadequada manipulação ou manutenção das unidades de radioterapia.
Cuidados com a Dieta
Sem informação.
Terapêutica Interrompida
Sem informação.
Cuidados no Armazenamento
Manter esta substância fora da vista e do alcance das crianças.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Sem Resultados
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.

Dopping: Substância probida - Portaria n.º 411/2015, de 26 de novembro - Aprova a Lista de Substâncias e Métodos Proibidos para 2016 e revoga a Portaria n.º 270/2014, de 22 de dezembro.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Outubro de 2017