TERAPIA: MASSAGEM

TERAPIA: MASSAGEM

BELEZA E BEM-ESTAR

  Tupam Editores

4

A história da massagem é tão antiga quanto a do homem. Em algum ponto da vida todos sofremos alguma lesão menor, desconforto ou dor. A nossa reação instintiva é a de friccionar ou segurar a área afetada de modo a diminuir esse sofrimento.

A maioria das culturas antigas praticava algum tipo de toque terapêutico. Nos seus métodos de tratamento usavam ervas, óleos e formas primitivas de hidroterapia. Estudos arqueológicos indicam que, já na pré-História, o homem promovia o bem-estar geral e adquiria proteção contra lesões e infeções por meio de fricções no corpo.

Seriam os primórdios do que hoje se entende por massagem terapêutica. Existem registos de que civilizações da antiguidade, como os egípcios, hindus, gregos, romanos, chineses e japoneses, cerca de 300 a.C., nos deixaram referências sobre os benefícios da massagem para o bem-estar. Mas os primeiros a reconhecer as propriedades curativas dessa técnica de friccionar o corpo foram os chineses, que assinam a literatura mais remota de que se tem notícia: o texto médico Nei Ching, escrito em 2800 a.C.

Depois dos chineses, o pai da Medicina, o grego Hipócrates (460 a 377 a.C.), fez uso das propriedades terapêuticas da massagem, que ele denominou anatripisis, cujo significado é friccionar pressionando os tecidos. A expressão foi traduzida para o latim como frictio e permaneceu em uso nos Estados Unidos até 1870. Frictio significa fricção ou esfregação.

Hipócrates considerava a massagem uma ferramenta terapêutica muito importante, tendo escrito que "O médico deve ter experiência em muitas coisas, mas certamente deve ser habilidoso na fricção...".

Mais tarde, dois séculos após o nascimento de Cristo, Galeno apresentou classificações mais detalhadas e descrições das técnicas de massagem, que foram registadas por escrito em cerca de 16 livros. Durante milhares de anos, as diversas civilizações fizeram uso de alguma técnica, fosse ela sobreposição das mãos ou apenas fricção, para aliviar ou curar a dor. Para os médicos gregos, a massagem era um dos principais meios de cura e alívio do sofrimento. Os antigos Gregos valorizavam os benefícios da massagem usando-a em muitos eventos da vida diária.

massagem, atleta grego

As técnicas foram desenvolvidas para ajudar os atletas a manterem os seus corpos nas melhores condições para as competições

Apesar do aparente reconhecimento dos benefícios das massagens, a massagem terapêutica, ou massoterapia, como também é conhecida, foi banida na Idade Média. Isto porque durante esse período, a Igreja e a Inquisição pregavam que a massagem tinha uma conotação sexual, por implicar contacto físico e provocar prazer. Só mais tarde, no século XVI, é que a prática foi retomada pelo cirurgião francês Ambroise Paré.

Porém, foi o precursor da Educação física, o sueco Per Henrik Ling, no século XIX, que mais contribuiu para a divulgação das massagens e aperfeiçoamento das técnicas. Até ao século XX, outros especialistas que admiravam o seu trabalho começaram a propagar a ideia pela Inglaterra, França, Aústria, Alemanha e Rússia.

A partir de 1900, a técnica da massagem iniciou-se nos Estados Unidos graças a Douglas Graham, um médico de Boston que descreveu as técnicas que usava nas massagens. A estas juntaram-se outras técnicas nas décadas que se seguiram: os médicos ingleses Mennell e Cyriaz utilizaram uma forma específica de massagem com fricção profunda para estruturas articulares que se encontravam danificadas.

No Japão, em 1922, o monge budista Mikao Usui criou o Reiki, que consistia numa massagem simples para transmitir energia entre o massajador e a outra pessoa. No centro da Europa, Cornelius, um médico alemão, pesquisou uma variante de massagem em zonas reflexas, aplicada com os polegares, fazendo uma pressão profunda em pontos específicos, uma digitopressão, a que chamou de massagem em pontos nervosos.

Ainda hoje existe algum ceticismo na profissão médica em relação ao uso da massagem como técnica de cura. Apesar disso, passou a ser reconhecida como uma alternativa viável e útil para auxiliar a medicina moderna. Na sociedade atual, onde as desordens psicológicas relacionadas com o stress cada vez mais se tornam o problema de saúde número um, a massagem tem vindo a ganhar popularidade para melhorar a saúde e o bem estar das pessoas.

O profissional, a massagem, e os seus benefícios e efeitos

Na prática moderna, a massagem não é uma técnica singular, ou até um único conjunto de técnicas. Pode definir-se massagem como a prática de aplicar força ou vibração, com as mãos ou por meio de aparelhos específicos, sobre os tecidos macios do corpo, incluindo músculos, tecidos conectivos, tendões, ligamentos e articulações. O objetivo é proporcionar bem-estar, estimular a circulação, a mobilidade, elasticidade ou o alívio de determinadas dores musculares, das tensões e do sistema emocional.

massagem terapêutica

A duração do tratamento, os tipos de toque, movimentos administrados, as zonas do corpo onde o tratamento é aplicado, o aparelho usado para facilitar o tratamento e o local onde decorre, pode variar consideravelmente.

O que não deve variar nunca é a forma como o profissional trata os pacientes, devendo ser proporcionado a todos um serviço de máxima qualidade. Para isso, deverá manter-se atualizado em matéria de conhecimento técnico, quer a nível teórico quer prático. O conhecimento teórico deverá abranger, no mínimo, áreas relacionadas com anatomia, fisiologia, técnicas de massagem e outras formas de manipulação corporal, psicologia e reabilitação física.

As normas de ética profissional ditam que o terapeuta não deve interferir em serviços para os quais não esteja profissionalmente preparado, devendo encaminhar o paciente para outros profissionais de saúde habilitados.

Assim, antes de dar início a uma sessão de massagem, o profissional de saúde questiona o paciente sobre a sua sintomatologia, história clínica e outros fatores que possam ter influência no seu estado, como os relacionados com a profissão e níveis de stress, e também sobre os resultados procurados.

Após este levantamento, o terapeuta procede a algumas avaliações através do toque e manipulação e só então, se não for identificado nada que desaconselhe a sua intervenção, e havendo esperança de que os resultados sejam benéficos para o paciente dará início à massagem.

Quanto aos benefícios da massagem não existem dúvidas. A influência desta sobre o organismo é poderosa: alivia a dor; melhora a função imunológica; reduz o stress; promove a cura de problemas psiquiátricos, melhora o sono, diminui os níveis de ansiedade e depressão; ajuda a superar vícios, como o fumar; melhora a digestão eficiente e a respiração, por meio da estimulação do nervo vago; diminui os sintomas pré-menstruais; baixa a pressão sanguínea, reduz a ansiedade e os níveis de hostilidade em indivíduos com hipertensão; reduz o número de dias com dor de cabeça, nas enxaquecas; diminui a dor e aumenta a amplitude de movimento em indivíduos com problemas lombares; melhora as atividades funcionais, o estado de ânimo, a autoestima e a imagem do corpo na esclerose múltipla; além disso, tem também um efeito terapêutico no profissional de massagem, reduzindo o stress e melhorando os seus padrões de sono.

A maioria dos tratamentos por massagem produz os seus efeitos no decorrer de uma combinação de fatores mecânicos, fisiológicos e psicológicos. As forças mecânicas associadas a cada técnica afetam os tecidos de diversas formas. O modo como estas forças mecânicas são aplicadas é determinado em grande parte pela escolha das técnicas de massagem (deslizamento, fricção, amassamento, percussão, vibração) pelo terapeuta e pela habilidade em ajustar a duração, qualidade, intensidade e ritmo do estímulo.

massagem relaxante

No que respeita às alterações fisiológicas a massagem produz: um aumento da circulação sanguínea e linfática e do fluxo de nutrientes; a remoção dos produtos catabólicos e metabólitos; a estimulação do processo de cicatrização; a resolução do edema e hematoma crónico; aumento dos movimentos das articulações; a facilitação da atividade muscular; a estimulação das funções viscerais e a remoção das secreções pulmonares, e promove o relaxamento local e geral, entre outros efeitos.

Muitos dos efeitos fisiológicos da massagem descritos têm uma componente psicológica significativa. A nível psicológico a massagem produz um efeito calmante e de relaxamento físico; a atenção dispensada pelo técnico, assim como a sensação agradável da massagem e do toque, inspira um estado de confiança; alivia a ansiedade e tensão ou stress do paciente; estimula a atividade física e alivia a dor.

O toque e os vários tipos de massagens

O toque é uma forma primária de contacto, conhecimento e comunicação e sempre foi um fator vital da humanidade. Tem mesmo sido chamado "a mãe de todos os sentidos", talvez por ter sido o primeiro a desenvolver-se na evolução. O toque, de facto, é a nossa primeira linguagem, a linguagem do recém-nascido, e pode dar mais informação que a comunicação verbal, pois expressa informação que não pode ser comunicada de outra forma. É como um alimento essencial para o bebé.

No nosso país a Associação Portuguesa de Massagem Infantil (APMI) tem como missão promover o "toque" e a comunicação através de cursos, educação e investigação para os pais e educadores de crianças valorizarem o "toque" nas diferentes comunidades mundiais. A APMI sempre defendeu o interesse na sensibilização da sociedade portuguesa – quer do publico em geral, quer dos diferentes profissionais – da importância da estimulação táctil ao longo do desenvolvimento da criança e suas famílias.

Existe também uma técnica de massagem para bebés, denominada Shantala, oriunda da Índia e introduzida no Ocidente pelo Dr. Leboyer, um obstetra francês. A técnica, que deve ser realizada diariamente, e sempre à mesma hora, consiste em massajar a criança nua sobre as pernas da mãe, em cima de uma toalha ou fralda. Além de todos os benefícios, a Shantala contribui para o contacto afetivo e promove a harmonia do bebé com o mundo exterior.

Mas a diversidade de técnicas e tipos de massagem é tão grande que a título exemplificativo se abordarão apenas as mais conhecidas, como sejam a:

Massagem de Relaxamento – a massagem base. Esta é feita literalmente dos pés à cabeça, sem esquecer o rosto, normalmente com um óleo de massagem que facilita os movimentos de quem a executa. Com efeitos duradouros, tem como objetivo acalmar, eliminar tensões e despertar sentidos;

Desportiva – massagem forte e profunda, com base nas massagens sueca e na massoterapia, reduz a hipótese de contusões, melhora a força, a amplitude dos movimentos, a flexibilidade dos músculos e a performance desportiva, pois liberta mais rapidamente o ácido láctico e os pontos de tensão;

massagens com pedras quentes

Pedras Quentes – o corpo é preparado com óleo para receber essa massagem, que utiliza o calor penetrante das pedras basálticas, colocadas em pontos específicos, como os chakras, com o fim de os equilibrar e harmonizar. Tem como objetivo relaxar profundamente a musculatura e acolher com o seu calor os desconfortos corporais;

Reflexologia – realizada nos pés, estimula pontos com ação reflexa em zonas de todo o corpo. Além de relaxar, ativa a circulação do sangue e a energia, diminui o nível de stress, e pode ser também um tratamento preventivo e identificador do desequilíbrio de algum órgão e do seu aparecimento sintomático;

Ayurvédica – de origem indiana, esta massagem recorre aos óleos naturais e a toques intensos executados com as mãos, pés e cotovelos, para renovar o organismo por completo. Dos muitos benefícios físicos, mentais e espirituais, destaca-se o alívio das tensões acumuladas e o fortalecimento do sistema imunológico, sendo também um poderoso antídoto contra o stress;

Bambuterapia – a técnica surgiu na França com o fisioterapeuta francês Gill Amsallem e possui indicação corporal e facial. É ótima para o tratamento de celulite, flacidez e gordura localizada. Com manobras realizadas com bambus de diferentes tamanhos, reduz as tensões, desperta a energia, deixa a pele flexível e estimula as glândulas;

Shiatsu – esta massagem é baseada na técnica de acupressão desenvolvida no Japão. O massagista faz pressão em pontos específicos do corpo para estimular e/ou desbloquear os canais de energia, o que, por sua vez, traz benefícios a nível do metabolismo, dos sistemas circulatório e nervoso, bem como em termos de rendimento físico e intelectual;

Thai – massagem tradicional tailandesa, foca mais intensamente as energias interiores do que o físico. Sem alongamentos musculares e com manipulações articulares e pressões profundas ao longo dos "meridianos" do corpo, procura desbloquear as zonas do organismo onde a energia vital não flui plenamente;

Reiki – uma terapêutica de relaxamento que combina os princípios do Reiki – a condução da energia vital do organismo com as mãos – e as melhores técnicas de massagem. Uma massagem suave, equilibrante e agradável, que devolve ao corpo e à mente a harmonia desejada;

massagem rápida em centro comercial

Quick Massage – massagem rápida de 15 a 20 minutos na cadeira, sem óleo e diretamente sobre as roupas da pessoa. Muito comum em centros comerciais ou em escritórios. A Quick Massage é uma forma muito popular de profilaxia em empresas, aeroportos, eventos e congressos.

Em Portugal qualquer pessoa pode receber uma massagem em centros de estética e em alguns ginásios, mas existem outras opções. Uma série de equipamentos e produtos permitem, atualmente, usufruir de uma massagem a partir de casa, e sem a ajuda de um terapeuta ou massagista.

O alívio para a tensão nos pés, pernas, pescoço, costas e cabeça está ao alcance da ponta dos dedos de cada um. Para isso pode recorrer à automassagem, uma prática milenar da medicina chinesa tradicional, que relaxa e ajuda a manter a saúde em dia. Algumas manobras diárias, bem simples, com alguns massajadores manuais como o massajador para cabeça ou os rolos de excêntricos, contribuem para uma noite de sono melhor e um dia mais produtivo no trabalho.

homem numa poltrona massajadora

Entre a variada gama de produtos comercializados dispõe ainda de equipamentos que emitem vibrações, como as poltronas massajadoras, o Mini Massajador Formato Ovni ou produtos como o Eletroestimulador Gold Hand XFT502, composto por 4 elétrodos que, após serem colados ao corpo, produzem descargas elétricas de baixa tensão estimulando a circulação sanguínea e massajando qualquer área do corpo.

Não restam dúvidas de que as massagens são, entre nós, uma mais-valia. De acordo com uma investigação da Sociedade Portuguesa de Patologia da Coluna, da Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia e da Sociedade Portuguesa de Neurocirurgia cerca de 72 por cento dos portugueses sofrem de dores de costas. As dores crónicas nas costas podem ser tratadas com medicamentos, exercício e ioga mas são, normalmente, as massagens as mais eficazes a solucionar este problema.

Antes consideradas um luxo – usadas para relaxar, sobretudo entre as camadas mais altas da sociedade –, as massagens são hoje vistas como eficazes métodos terapêuticos. Várias investigações provaram que as massagens, mais do que pura luxúria e dolce fare niente, quando recebidas com regularidade, influenciam o bem-estar, proporcionam uma vida saudável e combatem doenças.

Assim, e com mais de uma centena de tipos de massagens por onde escolher, quando é que marca a sua?

Ver mais:
STRESS, COMO CONVIVER COM ELE


Autor:
Tupam Editores

Última revisão:
06 de Janeiro de 2020

Referências Externas:

Obsessão pelo corpo perfeito está a aumentar

BELEZA E BEM-ESTAR

Obsessão pelo corpo perfeito está a aumentar

A obsessão por um corpo perfeito está a ganhar cada vez mais ênfase. As cirurgias plásticas são uma das formas de obtê-lo, mas também elas podem tornar-se um vício.
ESTÉTICA E AUTOESTIMA - Na saúde e bem-estar pessoal

BELEZA E BEM-ESTAR

ESTÉTICA E AUTOESTIMA - Na saúde e bem-estar pessoal

Engana-se quem pensa que os conceitos e padrões de beleza são invenções modernas. Já na Grécia antiga existiam padrões de beleza muito bem estabelecidos. Estes modelos sofreram alterações ao longo dos...
HIDRATAÇÃO - Estratégias para beber mais água

DIETA E NUTRIÇÃO

HIDRATAÇÃO - Estratégias para beber mais água

Alheios à vital importância deste líquido para a saúde e bom funcionamento de todo o organismo, a maioria das pessoas ingere diariamente quantidades insuficientes de água. Vamos mudar isso!
SUPLEMENTOS ALIMENTARES

DIETA E NUTRIÇÃO

SUPLEMENTOS ALIMENTARES

Podem ser fonte imprescisdível de nutrientes em falta na nossa dieta, mas os seus opositores afirmam que não pode substituir as alimentos originais. Como devemos olhar para os Suplementos?
0 Comentários