Pressão arterial alta é fator de risco para enfarte

Pressão arterial alta é fator de risco para enfarte

DOENÇAS E TRATAMENTOS

  Tupam Editores

2

A hipertensão arterial é uma doença crónica que se carateriza pela pressão sanguínea nas artérias acima dos valores considerados normais, isto é, quando a pressão máxima é maior ou igual a 140 mmHg, ou a pressão mínima é maior ou igual a 90 mmHg.

Esta doença ocorre quando o coração, ao bombear sangue, exerce uma força excessiva contra a parede das artérias. Estima-se que afeta cerca de dois milhões de portugueses, refere a Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC), a propósito do Dia Mundial da Hipertensão, assinalado no passado dia 17 de maio.

Esta doença pode não causar sintomas inicialmente, mas, com o decorrer dos anos, a pressão arterial acaba por lesar os vasos sanguíneos e os principais órgãos do organismo, como o cérebro e o coração, provocando sintomas como dores de cabeça, tonturas e aumento da frequência cardíaca.

A longo prazo, a hipertensão arterial é um dos principais fatores de risco do enfarte agudo do miocárdio, ou ataque cardíaco, que ocorre quando uma das artérias do coração fica obstruída, o que faz com que uma parte do músculo cardíaco fique em sofrimento por falta de oxigénio e nutrientes. O enfarte é uma emergência médica que requer um tratamento imediato.

Pressão arterial

O diagnóstico da hipertensão arterial requer a medição de uma pressão arterial elevada em três ocasiões diferentes ao longo de um período de uma semana ou mais. A hipertensão arterial tem tratamento e deve ser indicado pelo médico, dependendo da gravidade da doença.

Para prevenir a hipertensão arterial é necessário alterar os hábitos de vida, evitando o excesso de sal na alimentação, a obesidade, o tabagismo e o consumo de álcool.

A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC), uma entidade sem fins lucrativos, tem por finalidade o estudo, investigação e promoção de atividades científicas no âmbito dos aspetos médicos, cirúrgicos, tecnológicos e organizacionais da Intervenção Cardiovascular.

AVÓS E NETOS - Uma ligação insubstituível

MENTE E RELACIONAMENTOS

AVÓS E NETOS - Uma ligação insubstituível

Esta geração de avós é a primeira na história que pode esperar ter, em média, vinte anos para ver os netos crescer, e não é estranho encontrar avós ainda a trabalhar. A dinâmica Avós-Netos mudou?
ANTIÁCIDOS - Uso e abuso!

MEDICINA E MEDICAMENTOS

ANTIÁCIDOS - Uso e abuso!

A azia é um problema comum, em geral devido à ingestão ou excesso de determinados alimentos que a potenciam, sendo o recurso aos antiácidos a fórmula mais usada para tratar ou prevenir este problema.
0 Comentários