TESTOSTERONA, O QUE É E SUA IMPORTÂNCIA

TESTOSTERONA, O QUE É E SUA IMPORTÂNCIA

MEDICINA E MEDICAMENTOS

  Tupam Editores

0

A testosterona é um esteroide anabolizante sendo a principal hormona masculina, responsável pelo desenvolvimento dos órgãos sexuais no homem e de caraterísticas como o crescimento de barba, alteração do timbre grave da voz e da modelação masculina do corpo.

Embora seja considerada uma hormona essencialmente masculina, a testosterona é também produzida em menores quantidades, pelos ovários na mulher, enquanto que nos homens é produzida principalmente pelos testículos.

Além de ser essencial para o estimular o desenvolvimento dos órgãos sexuais masculinos, especialmente durante a puberdade, a testosterona serve para: desenvolver outras caraterísticas masculinas como a voz grave, pelos na face e formato do corpo; promover o aumento da espessura da pele e estimular a secreção de glândulas, o que pode contribuir para o desenvolvimento de acne; estimular o desenvolvimento muscular, fazendo com que os homens tenham geralmente mais massa muscular que as mulheres; favorecer o desenvolvimento e aumento da massa óssea e força dos ossos; aumentar o metabolismo do corpo, regulando assim a atividade celular e o consumo de energia; estimular a produção de espermatozoides da partir da puberdade.

Por isso, em caso de suspeita de alterações nos níveis de testosterona, é importante consultar um endocrinologista, que poderá indicar a necessidade de exames complementares, como a dosagem de testosterona no sangue, para confirmar o diagnóstico e tratamento mais adequados.

A puberdade masculina tem início por volta dos 10 anos prolongando-se até aos 16, podendo em alguns casos começar em idade mais precoce. É uma fase da vida em que se inicia a transição para a adolescência e se observam várias mudanças no organismo, como o crescimento de pelos na região íntima, a produção de esperma, mudanças na voz e aparecimento de barba, devido às alterações hormonais provocadas pelo aumento de produção de testosterona.

Essas mudanças causadas pela puberdade podem causar nos pré-adolescentes, sintomas de ansiedade, medo, perda de autoestima e stresse elevados, sendo por isso necessário que lhes sejam explicadas as mudanças que irão ocorrer, referindo-lhes que se trata de uma fase absolutamente normal do seu crescimento.

As principais mudanças que ocorrem neste grupo etário, devido à puberdade masculina, passam principalmente pelo aumento dos testículos e do pénis, devido à libertação de gonadotrofinas que estimulam a libertação de outras hormonas de crescimento daqueles órgãos, o crescimento de pelos, aparecimento de acne, alteração da voz, alargamento dos ombros e tórax e surge a primeira ejaculação.

Na mulher, a testosterona pode provocar efeitos corporais por vezes não desejados, como aumento da libido, aparecimento de acne e aumento da quantidade de pelos no corpo, não sendo no entanto suficientes para estimular o desenvolvimento de caraterísticas masculinas, em casos normais.

Contudo, especialmente em mulheres que fazem reposição de testosterona, o nível dessa hormona pode aumentar consideravelmente, causando efeitos visíveis no corpo, como o aumento da massa muscular, voz mais grave, aumento do tamanho do clitóris e redução do tamanho das mamas.

Mais efeitos poderão ainda ser observados devido a um aumento dos níveis de testosterona na mulher, nomeadamente: ausência ou irregularidade na menstruação; pele oleosa; excesso de acne; queda de cabelo; aumento dos pelos corporais no rosto, peito e costas; ganhos de peso; aumento da massa muscular; alterações de humor. Além disso pode causar alterações na ovulação, resultando infertilidade, sendo nesses casos indispensável a consulta a um ginecologista, a fim de avaliar e acompanhar a situação.

A testosterona, além de ser produzida principalmente pelos órgãos reprodutores masculinos e femininos, em determinadas circunstâncias, pode também ser produzida a partir da conversão de hormonas como a androstenediona e dehidroepiandrosterona conhecidas por DHEA, que são produzidas pelas glândulas suprarrenais.

A DHEA é uma hormona esteroide produzida pelas glândulas suprarrenais, convertida nas hormonas sexuais estrogénio e androgénio, cujos efeitos no organismo são semelhantes aos da testosterona e que pode ser sintetizada a partir de alguns ingredientes do inhame ou da soja, mas cuja ingestão não é recomendada na grande maioria dos países, designadamente em Portugal, uma vez que ainda não está provada a sua eficácia.

Autor:
Tupam Editores

Última revisão:
09 de Abril de 2024

Referências Externas:

BACTERICIDA, BACTERIOSTÁTICO OU BACTERIOLÍTICO?

MEDICINA E MEDICAMENTOS

BACTERICIDA, BACTERIOSTÁTICO OU BACTERIOLÍTICO?

Os produtos que atuam no combate a bactérias são classificados como antibacterianos e geralmente são divididos entre bactericidas, bacteriostáticos e bacteriolíticos.
ESTROGÉNIO, O QUE É E SUA IMPORTÂNCIA

MEDICINA E MEDICAMENTOS

ESTROGÉNIO, O QUE É E SUA IMPORTÂNCIA

Estrogénio é designação genérica que é dada às hormonas produzidas pelo organismo humano e cuja ação está relacionada com o controle da ovulação e com o desenvolvimento das caraterísticas femininas.
UMA HOMENAGEM AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

SOCIEDADE E SAÚDE

UMA HOMENAGEM AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

O Dia Internacional da Mulher, data dedicada à celebração das conquistas e contribuições das mulheres ao longo da história, bem como à consciencialização sobre as desigualdades de género e à promoção...
TRATAMENTOS PARA A DOR CIÁTICA

DOENÇAS E TRATAMENTOS

TRATAMENTOS PARA A DOR CIÁTICA

A dor ciática ou mais vulgarmente designada somente por ciática, é um sinal de perturbação da função do maior nervo do corpo humano, o nervo ciático, que pode tornar-se incapacitante e causar muito so...
0 Comentários