CONTROLE A ANSIEDADE E OS MEDOS

CONTROLE A ANSIEDADE E OS MEDOS

MENTE E RELACIONAMENTOS

  Tupam Editores

0

Por vezes atribuímos ao conceito de medo, designações diferentes como ansiedade, angústia ou preocupação, porém trata-se de uma reação espontânea e natural, inerente à sobrevivência das espécies e que o Homem tem experienciado ao longo das várias etapas de sua existência milenar, podendo incluir vários níveis de gravidade, desde um simples sentimento de insegurança, até ao pavor ou terror paralisante.

O medo pode ser descrito como um estado emocional que os seres biológicos são capazes de vivenciar com alguma intensidade, quando em presença de situações de risco, ameaça ou perigo direto para si próprios ou interesses correlacionados. Pode também ser uma reação desencadeada a partir do contacto com algum estímulo físico ou mental, por interpretação, crença ou imaginação, que gera um sinal de alerta no organismo e que por sua vez faz disparar uma resposta fisiológica.

Para o ser humano, o medo pode ser considerado como um sentimento de apreensão em relação a uma pessoa, a uma situação ou objeto. É inerente à própria pessoa, podendo ter significados diferentes para cada uma delas, variando em função de vários fatores como experiência adquirida, educação, cultura no seu sentido mais amplo, incluindo crenças, arte, moral, leis, costumes ou qualquer outra capacidade ou hábitos adquiridos individualmente ou em sociedade, e que pode tornar mais difícil e desgastante qualquer atividade.

Sair da nossa zona de conforto, realizar tarefas sem a ajuda de outras pessoas ou simplesmente pensar em algo que possa remeter a uma experiência do passado pode trazer lembranças negativas e gerar medo de viver, sendo por isso necessário saber identificar os nossos próprios medos, por forma a ultrapassá-los e vivermos com mais qualidade de vida e alegria.

A angústia e o medo são sentimentos presente na natureza de qualquer ser humano, que funcionam como mecanismo de proteção e defesa. É algo considerado normal desde que não interfira com a sua forma de viver e só funcione ocasionalmente. É normal por exemplo ter medo quando na natureza nos confrontamos de forma inesperada com uma cascavel ou um leão e o nosso instinto nos diz para os evitarmos, mas temos igualmente ansiedade quando ao viajarmos de avião, atravessamos uma zona de turbulência.

Como em tudo na vida, o problema está nos excessos. O sentimento de medo persistente e em excesso á algo muito negativo, que pode prejudicar seriamente a vida de uma pessoa e a impede de viver novas experiências, conquistar novas oportunidades ou entregar-se sem limitações à sua vida profissional e pessoal.

Num contexto mais geral, o medo é atualmente uma das principais razões do entorpecimento das pessoas, que as leva a preferir manter-se em situações anteriormente consideradas confortáveis, mas que ao longo do tempo se foram degradando ao ponto de se transformarem em áreas desfavoráveis, situação que conservam sem que tentem qualquer mudança, porque as pessoas preferem manter-se em condições que embora reconheçam serem más, temem por algo novo ou desconhecido que a mudança possa trazer.

Acordar diariamente ansioso, com a sensação de medo de algo, imaginado ou real, ou conviver com um sentimento de preocupação permanente em uma ou mais áreas de nossas rotinas, é muito desgastante e por isso merece toda a atenção. Está relatado em estudos realizados sobre medo e ansiedade que as diferenças individuais nos estilos de vida das pessoas, estão diretamente associadas à vulnerabilidade a transtornos mentais. Também os portadores de uma certa predisposição genética e influências ambientais, podem determinar alguns medos, como a ansiedade e distúrbios de humor.

Para prosseguirem com uma vida tranquila e feliz, é possível e necessário que as pessoas aprendam a livrar-se desses sentimentos de ansiedade e medos, encontrando a melhor forma de o fazer. Caso sintam dificuldade nesse trajeto, dêem uma oportunidade a si mesmos e procurem ajuda profissional. Entretanto, podem tentar iniciar um processo para identificar o seu medo; procurar formas de enfrentá-lo, incrementar a autoconfiança pelo treino sistemático, executar uma ação diferente todos os dias e procurar estar próximo de pessoas com uma atitude positiva.

A melhor forma de superar os medos é falar sobre eles, aprendendo a expô-los abertamente aos familiares e amigos que nos são mais próximos, sem tibiezas ou vergonha, tendo sempre presente que esse diálogo pode ser uma poderosa ferramenta de cura ou alívio da ansiedade. Ao conversar com as pessoas com quem se sente mais confortável e tem mais familiaridade, vai permitir entender que toda a gente tem os seus próprios medos e que por isso não está sozinho nessa luta, o que constitui um primeiro passo para a cura.

Durante as situações de medo e maior tensão, a pessoa tende a ficar com a respiração ofegante, consequência normal da ligação direta com o estado emocional. Nestas situações, procurar respirar fundo, mantendo sob controle o ritmo de entrada e saída do ar nos pulmões pode ajudar a restabelecer o equilíbrio e baixar o nível de ansiedade.

Embora a maioria das pessoas o ignore, alguns medos e fobias são decorrentes de traumas de acontecimentos que ocorreram na infância, que desencadeiam medos aparentemente inexplicáveis mesmo para nós próprios, mas que impactam negativamente a nossa vida. Nestes casos, a terapia é muito provavelmente a maneira mais eficaz de moldar os seus sentimentos e resgatar os fantasmas do passado, através de um profissional qualificado que irá conduzir diálogos construtivos nesse sentido, ajudando-o a superar os traumas e proporcionando uma vida mais plena e feliz.

CARATERÍSTICAS QUE O HOMEM PROCURA NA MULHER

MENTE E RELACIONAMENTOS

CARATERÍSTICAS QUE O HOMEM PROCURA NA MULHER

As preferências dos homens, quando falamos das caraterísticas que mais desejam nas mulheres que pretendem para suas companheiras e confidentes, são amplamente diversificadas e subjetivas.
ESTAR SÓ OU SENTIR-SE SOZINHO

MENTE E RELACIONAMENTOS

ESTAR SÓ OU SENTIR-SE SOZINHO

Para compreender a diferença entre estar sozinho ou gostar da solidão, leva-nos a uma reflexão importante sobre dois conceitos que povoam a nossa mente.
UMA HOMENAGEM AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

SOCIEDADE E SAÚDE

UMA HOMENAGEM AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

O Dia Internacional da Mulher, data dedicada à celebração das conquistas e contribuições das mulheres ao longo da história, bem como à consciencialização sobre as desigualdades de género e à promoção...
DEFICIÊNCIA DE VITAMINA B12 E FOLATO

DOENÇAS E TRATAMENTOS

DEFICIÊNCIA DE VITAMINA B12 E FOLATO

A vitamina B12 também conhecida por cobalamina ou cianocobalamina, é uma das treze vitaminas identificadas no organismo humano e pertence ao grupo das nove vitaminas hidrossolúveis, estando envolvida...
0 Comentários