SILICONE: LÁBIOS

100


SILICONE: LÁBIOS

  Tupam Editores

Se o cabelo é a moldura do rosto, os lábios são o ponto que define a expressividade e personalidade nos humanos, além de constituirem uma arma de sedução e beleza.

Lábios volumosos e escarlate são uma das marcas de juventude e beleza nas mulheres. Ao invés, um lábio estreito e "murcho" é característica ligada ao envelhecimento.

Que mulher não desejaria ter uma boca ao estilo de Angelina Jolie? Exibindo os seus lábios carnudos, a atriz conquistou um dos homens mais pretendidos do mundo – o ator Brad Pitt.

Todavia, nem sempre a preferência foi esta. Em tempos mais recuados, as mulheres desejavam possuir bocas pequenas, de boneca, pois era esse o padrão seguido pelas atrizes do cinema mudo. A sensualidade dos lábios volumosos deveu-se, sem dúvida, ao aparecimento de ícones como Brigitte Bardot e Marilyn Monroe (os belos lábios de Paris), tendo-se tornado em tendência cada vez mais em voga.

Tal como a simetria facial e outras características do rosto, os lábios são uma parte muito importante da nossa imagem e são encarados pela maioria das mulheres, como um símbolo de beleza e voluptuosidade, exercendo grande importância no seu aspeto visual.

O nosso rosto pode transmitir as nossas emoções, desempenhando por isso papel vital na comunicação com o nosso semelhante. Os lábios podem esboçar um sorriso, uma carantonha ou um beijo, e podem determinar os sinais de juventude ou velhice.

Com o passar do tempo é normal os lábios perderem algum do seu volume, cor e vitalidade, passando a ter uma aparência fina e insípida que acaba por comprometer a boa imagem, em particular da mulher. As alterações podem surgir logo a partir dos 35-40 anos, verificando-se um alongamento da pele entre o nariz e os lábios e o aparecimento de rugas verticais, conhecidas como "código de barras".

Apesar de consituir uma modificação física perfeitamente natural, preocupa muitas mulheres, e por isso cada vez são mais as que procuram alternativas que lhes permitam contornar a deterioração da beleza dos seus lábios. Porém a motivação para o preenchimento dos lábios pode ser apenas de origem estética. Geralmente realizada por mulheres insatisfeitas com as suas bocas de tamanho fino e pouco sensuais, o procedimento permite a modificação definitiva do formato dos lábios para o tamanho desejado pelas pacientes, desde que proporcional ao seu rosto.

lábios

Trata-se de um tipo de cirurgia usado para elevação da autoestima e não de um tratamento crucial para a melhoria da saúde mas, no entanto, todo o procedimento, assim como o desenho dos novos lábios, é pormenorizadamente discutido com o médico especialista antes da cirurgia. A medicina estética possui hoje recursos que permitem à mulher poder exibir os lábios com que sempre sonhou, em pouco tempo.

Não existe limite de idade para o procedimento, podendo ser feito em qualquer idade e sendo utilizado quer seja para correção de alterações congénitas ou tratamentos estéticos. No entanto, o candidato ideal deve ser uma pessoa saudável, física e psicologicamente, e com expetativas realistas sobre os resultados finais.

O procedimento e as alternativas temporária e definitiva

Considerada a "Plástica do Terceiro Milénio", e designada pelos especialistas como bioplastia labial, o procedimento é definido como uma "cirurgia plástica sem cortes e sem implantes feitos por biomateriais em profundidade por um desenho anatómico minimamente agressivo ou invasivo." Em linguagem simples, na bioplastia recorre-se ao implante de biomateriais compatíveis com o corpo humano, para aumento do volume em determinadas áreas específicas do rosto e do corpo.

Estas substâncias não são tóxicas nem provocam alergia. São implantadas profundamente através de um pequeno orifício feito na pele, sem cortes ou pontos, sem cicatrizes e sem dor, usando microcânulas, semelhantes a agulhas, mas com a ponta arredondada, a fim de não lesarem os vasos sanguíneos e nervos. Tudo é feito sob anestesia local, no próprio ambiente ambulatório cirúrgico, com a possibilidade de o paciente acompanhar os procedimentos, passo a passo, através de um espelho.

É importante ressaltar que, ainda que o paciente possa acompanhar o procedimento, a palavra final compete ao médico, visto que só este tem a noção abrangente das possibilidades de intervenção no rosto de cada paciente, evitando-se, dessa forma, que se criem linhas exageradas ou fora de conformidade.

Entre as opções para o aumento labial encontram-se os preenchimentos definitivos e os temporários, ou absorvíveis, que podem ser utilizados para remodelar o contorno, definir o arco do cupido (ou criá-lo em pessoas que o não possuem), corrigir as imperfeições e melhorar a harmonia com o rosto.

lábios bioplastia

Os locais de aplicação dos preenchedores variam, podendo ser abaixo das rugas chamadas de "códigos de barras", no contorno labial, na parte vermelha (superior e inferior) e por dentro da boca para projetar o lábio superior para a frente. As mudanças devem ser realizadas de acordo com as características e necessidades de cada paciente, para que não se torne algo artificial, resultando efeito contrário ao desejado.

Os produtos absorvíveis são os mais indicados para aumento dos lábios, sendo o colagénio e o ácido hialurónico os mais utilizados para este procedimento. O principal óbice destas substâncias é terem uma ação temporária e, por isso, necessitarem de aplicações periódicas para a manutenção dos resultados.

O tempo de duração do preenchimento labial com colagénio é de cerca de quatro meses, e do preenchimento labial com ácido hialurónico de seis meses.

O ácido hialurónico é uma das substâncias naturais mais versáteis e fascinantes. A pele em si contém muito ácido hialurónico – substância do organismo humano que preenche os espaços entre as células. Com o avançar da idade, a presença de ácido hialurónico diminui, diminuindo também a hidratação e elasticidade da pele, o que contribui para o surgimento de rugas.

Os tratamentos à base de ácido hialurónico (Restylane®, Perlane®) são extremamente seguros, aprovados pelas principais Entidades Reguladoras de Saúde em todo o mundo e totalmente reversíveis, havendo por isso sempre formas de eliminar o produto injetado se o resultado final não for satisfatório.

Estes materiais possibilitam hoje formas naturais de aumentar os lábios, conferindo o preenchimento e a forma mais desejados. Com recurso ao ácido hialurónico é possível dar mais volume, definir a linha dos lábios, criar cantos da boca mais bonitos e definidos e reduzir as linhas de fumador em redor da boca.

Importa salientar que o ácido hialurónico em nada se assemelha ao Botox (toxina botulínica). Erradamente, é vulgar pensar-se que é possível preencher os lábios com Botox, mas isso não é verdade. A toxina botulínica paralisa os músculos, sendo usada para suavizar a expressão e reduzir rugas e marcas de expressão.

Eventualmente até pode ser utilizada na região dos lábios, mas apenas para amenizar rugas à volta da boca, sobretudo em fumadores e pessoas que possuem a região muito marcada, o que ajuda a prolongar o efeito do preenchimento, mas nunca para deixar os lábios mais "carnudos". Mesmo assim, ainda que aplicado só ao redor dos lábios, o Botox deve ser usado com parcimónia e bom senso, porque, se mal aplicado ou usado em excesso, pode causar efeitos colaterais adversos, como dificuldade na mastigação e ingestão de alimentos.

Outra substância usada para o preenchimento labial é o enxerto de gordura, ou seja, o enxerto utiliza a própria gordura do paciente. É feita uma lipoaspiração para retirar gordura do abdómen ou nádegas que em seguida é injetada na paciente, não havendo risco de rejeição.

A colheita de gordura do próprio corpo para ser injetada nos lábios aparenta ser uma óptima solução, todavia as injeções de gordura são processos mais complexos do que outras substâncias injetáveis. À primeira vista o conceito de redistribuir a gordura de uma área onde não se quer para outras onde pode ser mais útil é muito atrativo. No entanto, o benefício da transplantação de gordura é limitado pela dramática reabsorção dos enxertos de gordura.

A duração de ambos os procedimentos é rápida, podendo ir de 15 minutos a 2 horas, mas a sua maioria é feita em menos de uma hora. O regresso às atividades normais faz-se em um dia com o ácido hialurónico, e em uma a duas semanas se usada a técnica de enxerto.

Existem ainda outras possibilidades para se proceder ao aumento dos lábios como seja a colocação de fascia preservada, Gore-Tex® ou outros materiais. Estes materiais são colocados, como tiras sob a pele à volta dos lábios e ao longo dos sulcos nasogenianos (as linhas que vão do nariz para a boca) com o objetivo de melhorar o seu aspeto. São implantes duradouros e estáveis mas de utilização limitada, nomeadamente nos casos de pele fina em que o implante pode ser palpado debaixo da pele. Não devem, contudo, ser usados nos lábios devido ao facto de serem rígidos, dando à boca um aspeto não natural.

Quanto ao tão "badalado" silicone, este não está indicado para o preenchimento de rugas ou aumento dos lábios. O silicone líquido somente está autorizado para uso limitado em oftalmologia e a sua utilização está proibida para qualquer outro propósito, desde há mais de vinte anos. Quando se fala em silicone pensa-se em aumento mamário e implantes mamários, que atualmente são fabricados com gel de silicone altamente coesivo e não com silicone líquido.

No preenchimento labial definitivo as substâncias utilizadas são sintéticas, como é o caso do polimetilmetacrilato (PMMA). Esta substância é comprovadamente biocompatível, não causando rejeição nem reações alérgicas, não necessitando por isso de testes. Como as microesferas que compõem o produto são maiores que um macrófago, não são fagocitadas e, portanto, não são absorvidas pelo organismo, o que torna o implante definitivo.

PMMA

O (PMMA) é implantado através de um pequeno orifício por onde irá ser introduzida uma microcânula, espécie de agulha com a ponta arredondada, com a finalidade de não causar lesões aos vasos sanguíneos e nervos.

O (PMMA) é um gel que, quando injetado, endurece e não se move para outras regiões, acabando por endurecer mais e com uma aparência menos natural do que os materiais absorvíveis. Por esta razão o cuidado ao escolher o médico deve ser redobrado, visto que não se pode voltar atrás após o procedimento.

Este gel tem a importante função de não permitir que as esferas de (PMMA) se agrupem, para que assim cada uma delas receba individualmente um invólucro produzido pelo organismo. Esta capa que se forma é rica em colagénio, por isso o (PMMA) é conhecido também como estimulador do colagénio.

As regiões mais conhecidas para o procedimento são a bioplastia facial na sua totalidade, e a bioplastia dos glúteos.

Apesar do aumento de lábios ser um procedimento com riscos mínimos, importa salientar que todos os procedimentos cirúrgicos e anestésicos têm sempre associados alguns efeitos colaterais, e risco de complicações.

Riscos, complicações e recomendações

No preenchimento labial as reações alérgicas podem variar de vermelhidão prolongada, inchaço, comichão ou endurecimento no local da injeção.

Existem alguns riscos comuns a todos os procedimentos, mas também os que são específicos e inerentes a determinado material ou técnica utilizada. Nos procedimentos associados aos materiais injetáveis, os riscos dependem geralmente da reação do doente ao material de enchimento como, por exemplo:

Os riscos associados ao colagénio em geral envolvem a possibilidade de uma reação alérgica. Por essa razão, é necessário que o paciente se submeta a um teste de alergia antes de iniciar a injeção efetiva.

Já as injeções de gordura do próprio paciente, apesar de não representarem risco de reação alérgica, podem originar outras complicações, como a infeção, que deverá ser tratada com a administração de antibióticos. Esta técnica pode igualmente deixar os lábios um pouco duros durante 2 a 3 meses.

O ácido hialurónico pode desencadear alguns efeitos colaterais temporários, como leve dor, desconforto, hematomas ou vermelhidão. No caso do (PMMA), o paciente é exposto aos riscos comuns a qualquer cirurgia. As possíveis complicações incluem sangramento, dormência, assimetria labial, possível reação à anestesia, possibilidade de mudança de local do implante ou extrusão pela pele, desenvolvimento de protuberâncias indesejáveis e, por ser uma substância estranha ao organismo, possibilidade de rejeição.

Ao decidir-se pelo (PMMA) é extremamente importante escolher um profissional capacitado, com reconhecidas credenciais, de modo a evitar futuros problemas. Se, por exemplo, houver (PMMA) em excesso no organismo, esta pode gerar inflamação e necrose dos tecidos, acabando por endurecer não sendo absorvida.

Após o preenchimento labial devem ser tomados alguns cuidados para que o risco de complicações seja reduzido. Imediatamente após o procedimento há um aumento de volume que pode causar algum desconforto, sendo aconselhado ao paciente a aplicação de gelo no local com proteção ou compressas frias, durante os primeiros dois dias;

O paciente deve dormir numa posição correta, idealmente com o corpo de lado ou para cima, de forma a que os lábios não sofram pressão, assim como manter uma boa higiene oral reduzindo o risco de desenvolver qualquer tipo de infeção bacteriana;

Movimentos bruscos da região labial, como rir ou sorrir, devem ser limitados na primeira semana, e ações como falar ou mastigar também devem ser moderadas nas 48 horas seguintes ao procedimento. Além destes cuidados, o paciente deve ainda evitar praticar atividade física intensa durante os primeiros três dias.

Todas as pessoas reconhecem a beleza e muitas vezes existe uma concordância quase universal sobre ela nas sociedades globalizadas. O formato dos lábios também é um sinal de beleza. Não se pode interferir no tamanho da boca, mas pode-se aumentar o volume dos lábios.

A boca tem uma forte relação com a sensualidade feminina, razão pela qual muitas mulheres procuram um equilíbrio facial maior com foco nessa sensualidade.

lábios

Uns lábios volumosos são autências armas de sedução. Que o digam atrizes e cantoras que exibem os seus lábios, naturais ou criados, como parte da sua beleza, mas principalmente para projetarem a sua sensualidade.

É verdade que seduzimos com o olhar, e que com o mistério dos nossos olhos e expressões faciais enviamos mensagens, mas é com a boca que recebemos a resposta positiva de que fomos correspondidos… através do beijo!

Ver mais:
SILICONE, MOLDAR OS GLÚTEOS À MEDIDA
SILICONE: MAMAS


ARTIGO

Autor:
Tupam Editores

Última revisão:
19 de Janeiro de 2020

Referências Externas:

Relacionados

ESTÉTICA E AUTOESTIMA - Na saúde e bem-estar pessoal

Engana-se quem pensa que os conceitos e padrões de beleza são invenções modernas. Já na Grécia antiga existiam padrões de beleza muito bem estabelecidos. Estes modelos sofreram alterações ao longo dos...

Destaques

SEXERCISES - Otimize a sua Performance!

Derivada das palavras “sex” + “exercise”, estes exercícios físicos tem como objetivo tonificar, reconstruir e fortalecer a massa muscular para melhorar a atividade e o prazer sexual.
0 Comentários