Risco de diabetes tipo 2 é maior em crianças com baixa capacidade aeróbica

100


Risco de diabetes tipo 2 é maior em crianças com baixa capacidade aeróbica

  Tupam Editores

Fatores de risco de diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares acumulam-se em crianças com baixa capacidade aeróbica, segundo um novo estudo da Universidade da Finlândia Oriental.

O estudo também descobriu que a forma tradicional de avaliar a aptidão aeróbica em proporção à massa corporal total superestima o papel da aptidão aeróbia na identificação de crianças com um risco aumentado dessas doenças.

Os resultados foram publicados no Scandinavian Journal of Medicine & Science in Sports.

No total, 352 crianças finlandesas, com idades entre nove e 11 anos, foram incluídas nas análises atuais; a sua aptidão aeróbica foi determinada medindo o pico de consumo de oxigénio durante um teste de esforço máximo.

crianças a fazer exercício físico

Além disso, a adiposidade corporal e a massa muscular esquelética foram medidas por impedância bioelétrica.

Os especialistas também calcularam variáveis indicativas do risco de diabetes tipo 2 e doença cardiovascular, como circunferência da cintura, níveis sanguíneos de insulina, glicose, colesterol HDL e triglicerídeos, assim como pressão sanguínea.

A investigação mostrou que crianças com baixa capacidade aeróbica em proporção à sua massa corporal total têm um risco significativamente maior de desenvolver diabetes tipo 2 e doença cardiovascular, quando comparado com os seus pares com melhor aptidão aeróbica.

Quando a aptidão aeróbica foi proporcional à massa muscular esquelética, a associação da aptidão aeróbica com o risco de diabetes tipo 2 e doença cardiovascular permaneceu, mas foi consideravelmente mais reduzida do que era quando foi proporcional à massa corporal total.

ARTIGO

Relacionados

Destaques

MEMÓRIA, BASE DO CONHECIMENTO - O que é e como funciona?

De forma razoavelmente simplificada, a memória humana pode ser definida como a capacidade inata do cérebro para obter, armazenar e evocar informações disponíveis no cérebro – a chamada memória biológi...
0 Comentários