INFESTAÇÃO DE PERCEVEJOS

INFESTAÇÃO DE PERCEVEJOS

SOCIEDADE E SAÚDE

  Tupam Editores

0

Os percevejos são insetos minúsculos, sem asas, que estão distribuídos por todas as regiões do mundo e cujas picadas são normalmente indolores, mas que podem causar reações cutâneas pruriginosas incomodativas.

Trata-se de organismos parasitas que se alimentam do sangue de seres humanos e de alguns outros animais de sangue quente, sendo os mais comuns o Cimex lecturalis que habita os climas de temperatura amena ou moderada e o Cimex hemipterus encontrado normalmente em climas tropicais. O seu tamanho varia entre 1 a 7 milímetros, têm uma cor castanha-avermelhada e podem viver vários meses sem se alimentarem de sangue.

Nas últimas semanas têm surgido notícias do Reino Unido e particularmente de França, referindo a existência de alguma “histeria” coletiva devido à praga de “percevejos-das-camas”, que levaram muitas pessoas a ter de substituir colchões e sofás, além de terem fechado de escolas e reforçado a desinfeção em transportes e locais públicos, deixando em alerta outros locais turísticos europeus.

Em Portugal, apesar de a Direção-Geral da Saúde ainda não possuir registo de que a praga de percevejos de Paris tenha chegado a Portugal, há notícias de que há um “enorme” aumento de pedidos de desinfestação nas empresas especializadas no controlo de pragas. Em alguns locais do norte do País, designadamente no distrito de Braga, há notícias da chegada do percevejo-asiático identificado pela sua cor acastanhada e de percevejos do monte de tons esverdeados, espécies que exalam um cheiro fétido insuportável.

Segundo a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), os percevejos-asiáticos que invadiram as casas de muitos portugueses nos últimos tempos e que têm gerado alguma apreensão, não mordem, não picam, não sugam sangue, nem transmitem doenças, não devendo por isso ser confundidos com os percevejos-de-cama que têm causado um algum pânico em França.

O percevejo-de-cama (Cimex lecturalis) é um minúsculo inseto parasita, de forma oval e cor acastanhada, que se alimenta exclusivamente de sangue de seres humanos ou de animais domésticos. Tem hábitos noturnos e normalmente esconde-se nos colchões das camas, podendo passar despercebidos durante muito tempo, já que a sua picada pode facilmente ser confundida com as de mosquitos ou pulgas.

Embora se trate de pragas com hábitos completamente diferentes, têm em comum o facto de ambas as espécies serem muito difíceis de erradicar, devido á sua resistência aos inseticidas existentes. Assim, os especialistas dizem que a única coisa a fazer para eliminar a praga é esperar que o clima arrefeça, pois esta espécie tem pouca resistência ao frio, acabando por hibernar ou morrer quando as temperaturas descem. A alternativa é esmagá-los, embora não seja uma boa ideia, devido ao odor que libertam.

Até há pouco tempo, os percevejos eram considerados uma praga do passado, uma vez que estava praticamente erradicada na sociedade atual, devido à considerável melhoria das condições de higiene a que a praga estava geralmente associada. Porém, desde meados da última década, esta praga tem vindo a ressurgir a nível mundial, de tal  forma que atualmente os percevejos se tornaram de novo uma praga emergente, podendo afetar qualquer espaço ou lugar habitado por humanos, esperando-se que o seu impacto no futuro venha a aumentar, devido principalmente à sua resistência à maior parte dos inseticidas usados no seu combate.

Apesar de não transmitirem doenças, as suas picadas provocam extrema comichão e incomodidade. Habitualmente exploram o ambiente humano, escondendo-se sobretudo em camas, colchões e sofás. Mais recentemente, os percevejos-das-camas que tanto desespero têm causado em França, estão também a aumentar em Portugal, sobretudo em Lisboa, a crer nas empresas de desinfestação, que têm vindo a referir um aumento muito expressivo dos pedidos de intervenção.


Ao mesmo tempo os percevejos-asiáticos, uma espécie essencialmente herbívora, que não ataca humanos nem animais, estão a surgir em várias zonas do País e, por terem chegado há ainda poucos anos não são reconhecidos pelo nosso ecossistema, não tendo, por isso, predadores por cá. Relativamente aos percevejos-de-cama, embora tenham chegado à Europa há dezenas de anos, são insetos de calor, pelo que desaparecem assim que começam os meses frios.

As insónias e a ansiedade podem ser sintomas de picadas destes insetos, pelo que, tal como acontece com as pulgas e mosquitos, a zona afetada pode ficar inchada, com vermelhidão e causar comichão e irritação na pele, sendo esse o principal indicador de passagem do percevejo.

Como medida de prevenção para as picadas de percevejos, é aconselhável o uso de uma capa protetora no colchão; verificar se há buracos onde se possam esconder; usar pijamas de mangas compridas; inspecionar cuidadosamente os móveis acolchoados; em caso de infestação, usar sacos de plástico para guardar as roupas infestadas e limpas separadamente e contratar uma empresa de controle de pragas.

A praga de percevejos, além de ser um problema de saúde pública, representa um enorme encargo económico, já que a desinfestação completa é normalmente dispendiosa.

Autor:
Tupam Editores

Última revisão:
09 de Abril de 2024

Mais Sobre:
ANIMAL AMBIENTE HIGIENE

Referências Externas:

UMA HOMENAGEM AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

SOCIEDADE E SAÚDE

UMA HOMENAGEM AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

O Dia Internacional da Mulher, data dedicada à celebração das conquistas e contribuições das mulheres ao longo da história, bem como à consciencialização sobre as desigualdades de género e à promoção...
IMPACTO DA TECNOLOGIA NA SAÚDE MENTAL

SOCIEDADE E SAÚDE

IMPACTO DA TECNOLOGIA NA SAÚDE MENTAL

Multiplicam-se a cada dia as evidências de uma relação direta entre o uso excessivo das redes sociais, jogos online muito violentos e séries que provocam o surgimento de sintomas de ansiedade patológi...
CONHEÇA O SEU TIPO DE PELE PARA A SABER PROTEGER

BELEZA E BEM-ESTAR

CONHEÇA O SEU TIPO DE PELE PARA A SABER PROTEGER

Face ao esperado agravamento das condições climáticas, torna-se necessário estar precavido e saber cuidar da pele, primeira linha de defesa do nosso corpo contra as intempéries.
DIETA ATKINS

DIETA E NUTRIÇÃO

DIETA ATKINS

Também conhecida por dieta da proteína, a Dieta Atkins foi criada pelo cardiologista Robert Atkins, e tem como base a restrição do consumo de carboidratos e o aumento do consumo de proteínas e gordura...
0 Comentários