AMAMENTAÇÃO

Especialistas referem consequências da transição para sólidos

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que os bebés sejam amamentados exclusivamente nos primeiros seis meses de vida para alcançarem o crescimento, o desenvolvimento e a saúde ideais, o que nem sempre é possível.

Especialistas referem consequências da transição para sólidos

Médicos especialistas desencorajam a introdução precoce de sólidos, pois podem ter consequências, como desnutrição e morte, e uma maior possibilidade de obesidade, doenças cardiovasculares e diabetes a longo prazo.

A OMS afirma que a amamentação é uma forma única de fornecer os nutrientes ideais para promover o crescimento saudável e o desenvolvimento dos bebés, que faz parte do processo reprodutivo, com implicações também para a saúde das mães.

Estudos já realizados mostraram que práticas inadequadas de alimentação infantil são os principais contribuintes para a desnutrição em países em desenvolvimento, o que pode levar a infeções e a uma probabilidade seis vezes maior de morte.

Os investigadores também descobriram que a introdução precoce da alimentação sólida em bebés está associada a doenças alérgicas.

Fonte: Health 24

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS