Restrição alimentar protege contra problemas intestinais

  Tupam Editores

Moscas que comem uma dieta espartana ficam protegidas de problemas intestinais e de inflamações sistémicas associadas ao envelhecimento.

Publicado na revista PLOS Genetics, o estudo mostrou que lacunas na barreira intestinal são causadas por um aumento relacionado com a idade na morte de células epiteliais intestinais, também conhecidas como enterócitos.

Os cientistas concentraram-se no dMyc, um gene envolvido na proliferação celular; os níveis de dMyc atuam como um barómetro de aptidão celular em enterócitos, células intestinais pós-mitóticas.

Intestinos

O estudo descobriu que as células que têm muito pouco dMyc são eliminadas pelas células vizinhas através de um processo denominado “competição celular” numa tentativa de manter a saúde intestinal. Contudo, os níveis de dMyc diminuem naturalmente com a idade nos enterócitos, o que leva à perda excessiva de células e, portanto, a um intestino permeável.

De acordo com os investigadores, o declínio no dMyc foi aumentado por uma dieta não restritiva, enquanto a restrição dietética manteve o nível do dMyc nas moscas, prevenindo a permeabilidade intestinal e prolongando a vida útil dos animais.

Os cientistas também analisaram o papel da disbiose, um desequilíbrio nas bactérias intestinais ou no microbioma das moscas, como um potencial contribuinte para o intestino permeável. Por outro lado, também descobriram que a eliminação de bactérias intestinais com antibióticos conferiu uma proteção mínima aos animais e não preveniu danos relacionados com a idade nos enterócitos.

ARTIGO

Relacionados

CHÁ - Um prazer a qualquer hora!

Os ingleses bebem-no às cinco, em Portugal bebe-se a qualquer hora. Com ou sem cerimónias, a fumegar, frio ou gelado, existe um chá para todas as ocasiões e para clarear todas as situações. É pretexto...

PEQUENO-ALMOÇO - A refeição mais importante do dia

De certeza que já lhe disseram inúmeras vezes “não saias de casa sem tomar o pequeno-almoço”, verdade? E também é verdade que a maior parte das vezes ignorou o conselho e saiu apressadamente sem pensa...

Destaques

DOENÇAS DE VIAGENS

As viagens internacionais aumentaram surpreendentemente nos últimos anos. Segundo as estatísticas disponíveis mais recentes (2006) do World Tourism Organization, o número de viagens internacionais de...

CELULITE, UM PRIVILÉGIO FEMININO

O pesadelo da maior parte das mulheres tem nome e sobrenome: hidrolipodistrofia ginoide – mais conhecida por celulite. E não é à toa que é tão temida, pois ataca as partes mais sensuais do seu corpo,...
0 Comentários