CARDIOVASCULAR

Consumo de ovos não aumenta risco de problemas cardiovasculares

Ao longo dos anos, vários estudos têm analisado a ligação entre o consumo de ovos e o risco de doenças cardiovasculares; na sua maioria, estes estudos são observacionais, nos quais grandes grupos de pessoas são acompanhados por muitos anos.

Consumo de ovos não aumenta risco de problemas cardiovasculares
ATAQUE CARDÍACO - Prevenir para não sofrer

DOENÇAS E TRATAMENTOS

ATAQUE CARDÍACO - Prevenir para não sofrer

Nestas investigações, os cientistas usam métodos estatísticos para determinar se certos hábitos - como dieta, tabagismo ou exercícios - estão ligados a uma diminuição ou aumento do risco de certas doenças.

Esses estudos - alguns dos quais incluem centenas de milhares de pessoas – têm demonstrado de forma consistente que pessoas que ingerem ovos não têm maior probabilidade de desenvolver doenças cardiovasculares do que aquelas que não o fazem.

Alguns estudos mostram, pelo contrário, que o consumo destes alimentos pode reduzir o risco de as pessoas sofrerem um AVC.

No entanto, algumas descobertas sugerem que pessoas com diabetes tipo 2 não devem consumir ovos em excesso, uma vez que foi encontrada uma ligação entre o seu consumo e um risco aumentado de doenças cardiovasculares.

Por outro lado, um estudo realizado em pessoas com diabetes tipo 2 descobriu que consumir dois ovos por dia, seis dias por semana, durante três meses, não afetou significativamente os níveis lipídicos no sangue.

Fonte: Healthline

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS