DIABETES

APDP apela à criação de um registo nacional da diabetes tipo 1

A Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP), juntamente com outras entidades da área da diabetes, conseguiu reunir mais de quatro mil assinaturas para a petição “Quantos somos com diabetes tipo 1?”.

APDP apela à criação de um registo nacional da diabetes tipo 1

A petição já foi entregue e discutida com a Comissão de Saúde. Irá a plenário da Assembleia da República para que se discuta a criação de um registo nacional de diabetes tipo 1.

A APDP apela aos partidos políticos para que desenvolvam propostas legislativas que promovam a criação deste registo, um instrumento que fornecerá dados exatos sobre a diabetes tipo 1 em todas as idades e que facilitará a construção de uma estratégia com real impacto.

“A responsabilidade está, agora, nas mãos dos grupos parlamentares e a APDP irá reunir com todos, para que não se perca a oportunidade de desenvolver uma proposta de lei que concretize esta intenção”, explica José Manuel Boavida, presidente da APDP.

“A incidência e a prevalência da diabetes tipo 1 está a aumentar e, sendo ainda uma doença pouco conhecida pela população em geral e pelos decisores de políticas de saúde, é crucial que existam dados concretos e atualizados como ponto de partida. Em causa estão entre 30 e 75 mil pessoas de todas as idades que morrem se não injetarem insulina”, frisa João Filipe Raposo, diretor clínico da APDP.

Esta petição tem o apoio da Associação Mellitus Criança, do Grupo DiabéT1cos, da Sociedade Portuguesa de Diabetologia, da Secção de Endocrinologia e Diabetologia Pediátrica da Sociedade Portuguesa de Pediatria e do Núcleo de Estudos da Diabetes Mellitus da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna.

Fonte: Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP)

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS