Insulina humana

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência na Insuficiência Renal Uso Hospitalar DCI/Medicamento Sujeito a Receita Médica (a ausência deste simbolo pressupõe Medicamento Não Sujeito a Receita Médica)
O que é
Insulina regular é uma hormona peptídica resíduo 51, ​​composto por duas cadeias de aminoácidos ligados de forma covalente por ligações dissulfureto.

A estrutura é idêntica à da insulina humana nativa.

Insulina recombinante é sintetizada por techncology ADN recombinante.

Inserção do gene da insulina humana em que as bactérias de Escherichia coli ou Saccharomyces cerevisiae, produz insulina para o uso humano.
Usos comuns
É uma insulina utilizada para o tratamento de adultos com diabetes tipo 2, quando esta não é adequadamente controlada com medicamentos antidiabéticos orais.

Pode também ser utilizado para o tratamento de determinados doentes adultos com diabetes tipo 1 que podem beneficiar da substituição da insulina de ação rápida administrada por via subcutânea por esta insulina inalada, entrando em conta com os riscos potenciais.

O medicamento só pode ser obtido mediante receita médica.
Tipo
biotecnologia
História
Sem informação.
Indicações
Tratamento de adultos com diabetes tipo 2.
Classificação CFT
08.04.01.01     De ação curta 08.04.01.02     De ação intermédia
Mecanismo De Ação
A atividade principal da insulina é a regulação do metabolismo da glicose.

A insulina promove a absorção de glicose e aminoácidos em tecidos musculares e adiposos, e os outros tecidos, exceto de cérebro e fígado.

Tem também um papel na estimulação anabólica glicogénio, dos ácidos gordos e a síntese de proteínas.

A insulina inibe a gluconeogénese no fígado.

A insulina liga-se ao recetor de insulina (RI), uma proteína heterotetramérica que consiste em duas unidades de alfa extracelulares e duas unidades beta transmembranares.

A ligação da insulina para a subunidade alfa de RI estimula a atividade de tirosina-quinase intrínseca para a subunidade beta do receptor.

O recetor ligado é capaz de fosforilar autophosphorylate e numerosos substratos intracelulares, tais como substratos do recetor de insulina (IRS), a CBL, APS, Shc e Gab 1.

Essas proteínas ativadas, por sua vez, levam à ativação de moléculas de sinalização a jusante, incluindo PI3 quinase e Akt.

Akt regula a actividade de transportador de glucose 4 (GLUT4) e proteína cinase C (PKC), que desempenham um papel fundamental no metabolismo e catabolismo.
Posologia Orientativa
Em relação a cada doente, o médico decide as doses iniciais e o intervalo entre as doses, bem como o programa de ajustamento da dose.

Tal depende da resposta do doente e das suas necessidades (p. ex. dieta, atividade física e estilo de vida).

É administrado nos 10 minutos anteriores ao início da refeição.

Um blister com uma dose unitária de 1 mg fornece aproximadamente a mesma dose de uma injeção subcutânea de 3 UI de insulina de ação rápida.

Um blister com uma dose unitária de 3 mg corresponde aproximadamente a 8 UI de insulina de ação rápida administrada por via subcutânea.

Desta forma, não é adequado quando são necessários pequenos ajustamentos (inferiores a 3 UI) na insulina (por exemplo, em doentes com um peso corporal baixo).
Administração
Via SC, em dose única ou múltipla.

Pode ser utilizada pelas vias endovenosa ou subcutânea em situações de emergência.
Contraindicações
Dosagens inadequadas podem levar a hiperglicemia e a desenvolvimento gradual de cetoacidose diabética.

Em doentes com IR e IH deve ter-se em atenção os ajustes posológicos.

O doente deve ser alertado para os riscos de hipoglicemia.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
A hipoglicemia é um dos eventos adversos mais frequentes experimentados por utilizadores de insulina.
Advertências
Insuf. Renal
Insuf. Renal:Pode ser necessária redução da dose (menor necessidade em insulina); resposta compensatória à hipoglicemia diminuida. Monitorizar glicemia.
Gravidez
Gravidez:A sua dose de insulina pode ter que ser alterada durante a gravidez. É necessário um controlo cuidadoso da sua diabetes durante a gravidez.
Precauções Gerais
Sem informação.
Cuidados com a Dieta
Os seus níveis de açúcar no sangue podem descer ou subir se beber álcool.
Terapêutica Interrompida
Não tome uma dose a dobrar para compensar a dose que se esqueceu de tomar.
Cuidados no Armazenamento
Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Gengibre + Insulina humana

Observações: N.D.
Interações: Indicações/Ações terapêuticas: profilaxia de náuseas causada por movimento (cinetose) e pós-cirúrgicas. Padronização/marcador: Gingeróis (6-gingerol, 8-gingerol, 10-gingerol, 6-shogaol, capsaicina) [dose diária: crianças acima de 6 anos: 4-16 mg de gingeróis; adulto: 16-32 mg de gingeróis].

Interações medicamentosas: Há evidências de que o gengibre estimula a produção de ácido clorídrico estomacal e, como consequência, em teoria, poderá comprometer a ação de medicamentos contendo sucralfato, ranitidina ou lansoprazol; contrariamente, ao que foi verificado em animais, ou seja, proteção estomacal. Teoricamente o gengibre poderá aumentar o risco de sangramento quando administrado conjuntamente ao ácido acetilsalicílico, varfarina, heparina, clopidogrel, ibuprofeno ou naproxeno ou outros medicamentos que apresentem esta ação; em doses elevadas poderá desencadear sonolência, além de que poderá interferir com medicamentos que alteram a contração cardíaca incluindo os beta-bloqueadores, digoxina e outros medicamentos para o coração. Existe a possibilidade de diminuição dos níveis de açúcar no sangue e, portanto, poderá interferir com medicamentos administrados por via oral para diabéticos ou com a insulina. Estudos sugerem que fitoquímicos presentes em dietas como capsaína, curcumina, [6]-gengerol e resveratrol apresentam efeito inibitório na P-glicoproteína potencializando interações alimentos-medicamentos.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Insulina humana + Álcool

Observações: N.D.
Interações: O álcool pode intensificar e prolongar o efeito hipoglicémico da insulina.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

É recomendável que o doente diabético tenha sempre consigo pacotes de açúcar, rebuçados, biscoitos ou sumos de fruta açucarados.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Outubro de 2017