EXERCÍCIO

Ingestão de alimentos após exercício acrescenta benefícios

Cientistas da Universidade de Bath, na Inglaterra, tentaram descobrir se o horário das refeições pode influenciar a quantidade de gordura muscular queimada durante o exercício, o que afetaria as consequências metabólicas a longo prazo do exercício e ajudaria a explicar, em parte, o porquê de algumas pessoas tirarem mais proveito do exercício do que outras.

Ingestão de alimentos após exercício acrescenta benefícios

Para o estudo, foram recrutados 30 homens com excesso de peso e sedentários a quem foi medida a aptidão física e a sensibilidade à insulina; os homens foram divididos em três grupos: um grupo continuou as suas rotinas habituais, os outros dois grupos iniciaram exercícios supervisionados pela manhã, três vezes por semana, durante seis semanas.

Nos grupos que praticaram exercício, um deles bebeu um shake duas horas antes do exercício, enquanto o outro tomou um placebo. Após o exercício, cada participante recebeu a bebida que não havia tomado anteriormente.

Como esperado, o condicionamento físico e a sensibilidade à insulina do grupo de controlo permaneceram inalterados, enquanto os homens nos dois grupos de exercícios melhoraram o condicionamento físico e reduziram o volume de circunferência, embora poucos tenham perdido peso.

Ainda assim, os participantes que se exercitaram sem se terem alimentado, mostraram ter queimado duas vezes mais calorias do que aqueles que se alimentaram antes de praticar exercício físico.

Os resultados foram publicados no Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism.

Fonte: NY Times

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS