PNEUMONIA

Dia Mundial da Pneumonia, 12 de novembro

Para assinalar o Dia Mundial da Pneumonia, o MOVA organiza uma ação de sensibilização e aconselhamento sobre a doença.

Dia Mundial da Pneumonia, 12 de novembro

Hoje, 12 de novembro, disponibiliza gratuitamente espirometrias, oximetrias, testes de colesterol e glicémia e testes tabágicos – todos estes testes avaliam fatores que interferem com a nossa saúde respiratória – para sensibilizar a população, os profissionais de saúde e os decisores políticos para a importância da sua prevenção.

O apelo à prevenção é a grande mensagem deste Movimento, que estará na Praça da Figueira, em Lisboa, 09.00 e as 18.00, com uma Unidade de Saúde Móvel onde uma equipa de profissionais de saúde vai realizar espirometrias, oximetrias, testes de colesterol e glicémia e testes tabágicos, transmitir informação sobre a doença, explicar as principais formas de prevenção e esclarecer eventuais dúvidas.

A campanha é gratuita e dirige-se a toda a população, sobretudo, aos adultos com mais de 18 anos que sofram de algum tipo de doença crónica e a todas as pessoas com mais de 65 anos. O seu principal objetivo é alertar a sociedade civil, a par da comunidade científica, para a importância de prevenir a pneumonia.

Apelo à gratuitidade a partir dos 65 anos

12 de novembro fica também marcado por um importante apelo. À semelhança do que já acontece com a vacina da gripe, o MOVA – Movimento Doentes pela Vacinação considera fundamental que se torne também gratuita a vacina contra a pneumonia para pessoas com mais de 65 anos. Uma medida que, a realizar-se, ajudará cerca de 2 milhões de pessoas, contribuindo para a evitar uma média de 80 milhões de euros anuais, só em internamentos.

Vivemos cada vez mais, mas queremos viver melhor. A prevenção de doenças potencialmente fatais como a Pneumonia é fundamental para um envelhecimento saudável, com qualidade de vida.

Numa altura em que a Comissão Técnica de Vacinas pondera a introdução de vacinas pediátricas no Programa Nacional de Vacinação, e que o Governo já manifestou intenção de reforçar o investimento na Saúde de crianças e idosos, profissionais de saúde e doentes pedem que se considere, também, a entrada da vacina antipneumocócica conjugada na idade adulta.

As crianças já têm a gratuitidade da vacina antipneumocócica conjugada 13 valente desde 2015. Pela eficácia comprovada em todas as faixas etárias, e enorme potencial na redução das formas mais graves da doença, o MOVA considera que as pessoas com mais de 65 anos também devem ser vacinadas sem custos.

Membros do MOVA junta-se em vídeo

Apesar de ser transversal à sociedade, há quem esteja mais vulnerável à Pneumonia. É o caso das crianças ou adultos que apresentem doenças crónicas como diabetes, asma, DPOC, doença respiratória crónica, doença cardíaca, doença hepática crónica, doentes oncológicos, portadores de VIH e doentes renais. Por fazerem parte dos grupos de risco, têm indicação da DGS para se vacinarem.Indivíduos a partir dos 65 anos, cujo sistema imunitário começa a ficar, naturalmente, mais fragilizado e suscetível a doenças infeciosas, também têm indicação médica para o fazer.

A vacinação ao longo da vida é uma das bandeiras do MOVA, movimento de cidadanina composto por 10 entidades. Todas distintas nas patologias e nas causas que defendem, mas todas unidas num objetivo comum: a promoção dos direitos dos doentes. Ao longo desta semana, pode ficar a conhecer todas estas entidades, através de uma campanha composta por pequenos vídeos de sensibilização para a importância da vacinação. Pode assistir aos vídeos na página de Facebook do MOVA ou nas páginas individuais de cada associação.

Fonte: Mova (press release)

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS