ALIMENTAÇÃO

Há alguns alimentos que o podem ajudar a deixar de fumar

Vários estudos já realizados identificam quais os alimentos que pioram o sabor do tabaco e podem ajudar, assim, a reduzir o vício em nicotina.

Há alguns alimentos que o podem ajudar a deixar de fumar

“Por vezes, os fumadores confundem a fome com a vontade de fumar”, explica Jeffrey P. Haibach, investigador do Departamento de Saúde Comunitária e Hábitos Saudáveis da Universidade de Buffalo, nos Estados Unidos, em declarações ao periódico espanhol El País.

Ou seja, se conseguimos essa sensação de saciedade com alimentos que também tenham a capacidade de reduzir o desejo por tabaco, será dessa forma mais fácil parar de fumar, afirma Haibach.

O cientista e uma equipa de investigadores analisaram um estudo que concluiu que os fumadores que mais ingeriam frutas e legumes fumavam menos cigarros por dia, mais ainda esperavam mais tempo para fumar o primeiro cigarro do dia e mostravam ter uma menor dependência de nicotina nos testes.

Após entrevistarem mais de mil fumadores com mais de 25 anos e acompanhá-los durante 14 meses, os cientistas descobriram que aqueles que consumiam mais frutas e verduras tinham três vezes mais probabilidades de parar de fumar do que aqueles que não as ingeriam.

“As frutas e verduras ajudam a reduzir a dependência de nicotina, a fibra destes ingredientes gera maior sensação de saciedade”, mas também “estes alimentos pioram o sabor do tabaco”, explicam os investigadores.

Um estudo anterior, também publicado pelo periódico científico Jornal Nicotine & Tobacco Research, investigou precisamente os alimentos que poderiam ser parte de uma “dieta para parar de fumar” por tornar os cigarros menos palatáveis ou ser “o começo para a criação de uma pastilha ou uma pílula com esse fim”.

Como comprovou uma pesquisa realizada por investigadores da Universidade Duke, na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, alguns alimentos pioram o sabor do cigarro, entre eles as “frutas, as hortaliças e os produtos lácteos”, explica a endocrinologista Julia Álvarez, chefe da seção de Endocrinologia e Nutrição do Hospital Universitário Príncipe de Astúrias, em Alcalá de Henares, em declarações ao jornal espanhol El País.

Ao contrário, acrescenta, “consumir bastante carne, álcool e café produz o efeito oposto, pois realça o seu sabor, tornando o ato de fumar mais atraente”. Uma lista de amigos do tabagismo que coincide com aquela do estudo da Universidade de Buffalo.

“Melhorar a dieta”, argumenta Haibach, “deveria ser parte das recomendações para deixar de fumar”, mas adverte que devemos encarar esses resultados com cautela, pois mais estudos são necessários “para identificar os mecanismos que explicam como frutas e verduras podem ajudar os fumadores a deixar o vício do tabaco”.

Fonte: Notícias ao Minuto

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS