EXERCÍCIO

Exercício protege saúde óssea após cirurgia para perda de peso

Embora a cirurgia para perda de peso seja um tratamento altamente eficaz para a obesidade, pode ser prejudicial à saúde óssea; mas, agora, um novo estudo publicado no Journal of Bone and Mineral Research sugere que o exercício físico pode ajudar a colmatar essa lacuna.

Exercício protege saúde óssea após cirurgia para perda de peso
VIVER COM A DOENÇA DE CROHN

DOENÇAS E TRATAMENTOS

VIVER COM A DOENÇA DE CROHN

O estudo analisou 84 pacientes submetidos a cirurgia para perda de peso que foram divididos em dois grupos: um foi designado para participar na prática de exercício físico, e o outro grupo era controlo.

O grupo que foi designado para praticar exercício físico realizou exercícios de alto nível, equilíbrio e resistência três vezes por semana. No total, o estudo teve a duração de 11 meses.

Cerca de 12 meses após a cirurgia, os participantes do grupo de exercício tiveram medições de densidade mineral óssea mais altas na coluna lombar e no antebraço, em comparação com os do grupo de controlo.

Além disso, os participantes que compareceram a, pelo menos, metade das sessões de exercícios apresentaram maior densidade mineral óssea no colo do fémur do que os do grupo de controlo.

Segundo os cientistas, da Universidade do Porto, os resultados mostraram que um programa de exercícios estruturado pode ser uma opção de tratamento válida para minimizar a perda óssea induzida pela cirurgia de perda de peso, o que pode ser particularmente importante, uma vez que muitos pacientes são submetidos à cirurgia no início da idade adulta ou mesmo em idades pediátricas.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS