DIETA

Jejum pode ser usado como regime alimentar de perda de peso

Desde que o jejum - particularmente o jejum intermitente - se tornou numa tendência dietética, que têm surgido informações contraditórias sobre este regime alimentar; alguns estudos atestam a eficácia do jejum como uma abordagem para a perda de peso, enquanto outros contradizem essas alegações.

Jejum pode ser usado como regime alimentar de perda de peso

De acordo com vários estudos, o jejum de curto prazo aumenta o metabolismo, elevando os níveis de noradrenalina, que ajuda a eliminar gordura; por outro lado, o jejum de um dia inteiro ajuda a reduzir a gordura corporal e o peso corporal em até nove por cento, para além de melhorar o perfil lipídico do sangue.

O jejum intermitente é tão eficaz quanto a restrição calórica diária na redução do peso corporal e da massa gorda. No entanto, é melhor para a retenção de massa magra.

Um artigo publicado no Harvard Health Blog oferece uma visão de como o jejum pode ajudar as pessoas a perder peso. De acordo com o blog, o corpo rapidamente decompõe os hidratos de carbono dos alimentos em moléculas de açúcar. Essas moléculas são usadas pelas células para gerar energia. O açúcar que não é utilizado pelas células é armazenado nas células de gordura.

O pâncreas é responsável pela produção de insulina, uma hormona que sinaliza às células para absorver o açúcar do sangue; quando as pessoas fazem jejum, os seus níveis de insulina diminuem porque as pessoas não estão a consumir hidratos de carbono: isso aciona as células de gordura para libertarem o açúcar armazenado, para que as células possam usá-lo como energia. Como resultado desta diminuição nos níveis de insulina, o corpo começa a perder peso gradualmente.

O objetivo do jejum intermitente é reduzir a insulina aos níveis mais baixos possíveis, o tempo suficiente para que o corpo queime gordura.

Fonte: Food News

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS