ENVELHECIMENTO

Dieta ocidental associada a envelhecimento epigenético prematuro

Um estudo publicado na revista Nature Communications revela que investigadores da Universidade de Baylor, nos Estados Unidos, analisaram os efeitos do consumo de uma dieta tipicamente ocidental nas disfunções metabólicas em ratos.

Dieta ocidental associada a envelhecimento epigenético prematuro

 
À medida que os órgãos se desenvolvem, o epigenoma altera-se conforme o desenvolvimento de um indivíduo. A exposição a desreguladores endócrinos (EDC, na sigla em inglês) durante este processo pode causar uma reprogramação generalizada do epigenoma e esta reprogramação persiste na vida do indivíduo.
 
Os cientistas observaram que uma breve exposição a certos químicos enquanto o fígado se desenvolve, envelheceu prematuramente o epigenoma hepático.
 
Após a exposição do fígado de ratos a um EDC, os investigadores constataram que o envelhecimento do fígado foi acelerado, sendo que um rato de 6 dias de idade tinha o mesmo epigenoma que um rato adulto.
 
O estudo verificou que os ratos que foram expostos precocemente aos EDC e mais tarde a uma dieta ocidental padrão foram considerados mais suscetíveis a disfunções metabólicas do que os que tiveram a mesma exposição a EDC, mas que foram mantidos numa dieta saudável.
 
Os ratos que permaneceram numa dieta saudável, apesar de o seu epigenoma ter sido reprogramado, não mostraram as mesmas alterações na expressão dos genes que controlam o metabolismo, ou a acumulação de lípidos no seu soro, vistas em ratos com uma dieta rica em gordura, açúcar e colesterol.
 
Este estudo conclui que as exposições ambientais afetam a nossa saúde e a suscetibilidade às doenças, tanto no início como no fim da vida.

Fonte: Medicalxpress

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS