PNEUMONIA OU SEPTICEMIA ASSOCIADAS A MAIOR RISCO CARDIOVASCULAR

PNEUMONIA OU SEPTICEMIA ASSOCIADAS A MAIOR RISCO CARDIOVASCULAR

DOENÇAS E TRATAMENTOS

  Tupam Editores

5

A pneumonia ou septicemia em adultos, que resultam em internamento hospitalar, podem estar associadas a um risco seis vezes maior de doença cardiovascular no primeiro ano, de acordo com pesquisas publicadas no European Journal of Preventive Cardiology.

O risco cardiovascular foi mais do que duplicado nos dois e três anos após a infeção e persistiram por, pelo menos, cinco anos.

Realizado pela Universidade de Örebro, na Suécia, o estudo examinou se a admissão hospitalar para a septicemia ou para a pneumonia estavam associadas a um risco aumentado de doença cardiovascular nos anos após a infeção e se há um período de risco particularmente elevado.

A investigação incluiu 236 739 homens, nascidos entre 1952 e 1956, que foram submetidos a extensos exames físicos e psicológicos por volta dos 18 anos como parte das avaliações obrigatórias de recrutamento militar.

Os investigadores obtiveram diagnósticos de infeção e doença cardiovascular de um registo de informações sobre pacientes internados no hospital desde 1964. Os homens foram seguidos desde o final da adolescência até a uma idade média, tendo o acompanhamento sendo concluído em 2010.

médico radiografia

Durante o período de acompanhamento, um total de 46 754 homens, ou seja 19,7 por cento, tiveram um primeiro diagnóstico de doença cardiovascular; existiam 9 987 internamentos hospitalares por pneumonia ou septicemia entre os 8 534 homens que receberam esses diagnósticos.

Os especialistas descobriram que a infeção estava associada a um risco aumentado de doença cardiovascular de 6,33 vezes no primeiro ano após a infeção. No segundo e terceiro anos após uma infeção, o risco de doença cardiovascular permaneceu aumentado 2,47 e 2,12 vezes. O risco diminuiu com o tempo, mas continuou a aumentar durante, pelo menos, cinco anos após a infeção, quase duas vezes.

Os resultados indicam que o risco de doenças cardiovasculares, incluindo doença cardíaca coronária e acidente vascular cerebral, foi aumentado após o internamento por septicemia ou pneumonia.

Quando os investigadores examinaram a relação entre outros fatores de risco, como hipertensão arterial, excesso de peso, obesidade ou pior aptidão física, descobriram que a infeção estava associada à maior magnitude do risco de doença cardiovascular nos três primeiros anos pós-infeção.

De acordo com os especialistas, as descobertas fornecem evidências para a necessidade de proteger contra a infeção.

Autor:
Tupam Editores

Última revisão:
28 de Agosto de 2017

Referências Externas:

ALIMENTOS PARA AJUDAR A DORMIR

DIETA E NUTRIÇÃO

ALIMENTOS PARA AJUDAR A DORMIR

Para dizer adeus às insónias é importante saber quais os alimentos “amigos” e quais os “inimigos” do sono, quais os horários para cada alimento, e que consequências têm no seu organismo.
ANTIÁCIDOS - Uso e abuso!

MEDICINA E MEDICAMENTOS

ANTIÁCIDOS - Uso e abuso!

A azia é um problema comum, em geral devido à ingestão ou excesso de determinados alimentos que a potenciam, sendo o recurso aos antiácidos a fórmula mais usada para tratar ou prevenir este problema.
0 Comentários