DOR

Dia Mundial da Atividade Física: as posturas incorretas e a dor

No contexto da pandemia de COVID-19, o teletrabalho e o ensino à distância exigem que as pessoas passem muitas horas sentadas a trabalhar no computador e negligenciem a prática de exercício físico, tendo tendência a adotar posturas incorretas que podem agravar lesões prévias e aumentar o risco de dor.

Dia Mundial da Atividade Física: as posturas incorretas e a dor
VIVA O DESPORTO

EXERCÍCIO FÍSICO

VIVA O DESPORTO

 
No âmbito do Dia Mundial da Atividade Física, que se assinala no próximo dia 6 de abril, a Associação Portuguesa para o Estudo da Dor (APED) pretende consciencializar os portugueses para a importância de se manter uma postura correta nas atividades diárias em casa ou no trabalho, principalmente neste período de confinamento.
 
“As posturas incorretas nas atividades diárias são responsáveis por múltiplos episódios de dor e por vários desequilíbrios no sistema músculo-esquelético. Para o bem-estar da nossa saúde a prática regular de atividade física e as questões posturais devem ser tidas em conta, assim como a manutenção de um peso saudável, no combate ao sedentarismo”, afirma Dra. Ana Pedro, Presidente da Associação Portuguesa para o Estudo da Dor (APED).
 
A postura é a composição das posições de todas as articulações do corpo humano em qualquer momento. Os vícios relacionados com a postura podem ser responsáveis por diferentes patologias, ao gerar desconforto e, em muitos casos, problemas e condições de saúde que se podem agravar.
 
Contudo, existem alguns conselhos práticos para evitar problemas futuros relacionados com a postura incorreta:

• A trabalhar, manter a coluna alinhada e encostada às costas da cadeira, com os pés pousados no chão, os joelhos fletidos num angulo de 90° e a cabeça virada para a frente, alinhada com o tronco;

• Para evitar estar na mesma posição durante muito tempo, procure fazer intervalos curtos e aproveite para fazer alguns alongamentos musculares;

• Praticar exercício físico moderado regularmente, especialmente depois de muitas horas sentado;

• Fazer exercício físico com orientação técnica adequada, no sentido de evitar compensações posturais que acarretem depois dor ou lesão músculo-esquelética;

• Ao levantar e transportar cargas ou pesos, colocar-se com os pés separados ao nível dos ombros e o mais próximo possível da carga, fletir os joelhos e manter o peso equilibrado nos dois lados do corpo para evitar fletir ou dobrar as costas para a frente;

• Se tiver possibilidade de caminhar, faça-o para aliar a sua saúde física à mental. Bastam 30 a 40 minutos de caminhada diária para manter a condição física e equilibrar a saúde, evitando o sedentarismo e a doença crónica.

Fonte: Associação Portuguesa para o Estudo da Dor (APED)

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS