VITAMINA-D

Vitamina D promove melhor prognóstico após fratura de quadril

Idosos que não têm um défice de vitamina D têm uma maior probabilidade de voltar a caminhar após uma cirurgia para reparação de fratura de quadril, de acordo com um estudo conduzido pela Universidade Rutgers, nos Estados Unidos.

Vitamina D promove melhor prognóstico após fratura de quadril

Os resultados, publicado no The American Journal of Clinical Nutrition, sugerem que a deficiência de vitamina D pode limitar a mobilidade em idosos.

O estudo sugere que os idosos devem consumir 20 microgramas de vitamina D diariamente para prevenir a deficiência, uma vez que esta vitamina é importante para a saúde óssea.

Após a análise a vários pacientes com 65 anos ou mais de idade, os resultados mostraram que níveis de vitamina D superiores a 12 nanogramas por mililitro de soro sanguíneo estão associados a uma maior taxa de caminhada aos 30 e 60 dias após a cirurgia de fratura de quadril.

Embora a má nutrição esteja associada à mobilidade reduzida 30 dias após a cirurgia, esse fator não foi estatisticamente significativo.

Ainda assim, em pacientes com altos níveis de paratireoide, o que leva a altos níveis de cálcio no sangue, a mobilidade foi reduzida se o seu estado nutricional fosse mau.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS