DIAGNÓSTICO

Novo método faz diagnóstico rápido e preciso da bexiga hiperativa

Investigadores da Universidade de Portsmouth, no Reino Unido, descobriram biomarcadores na urina característicos da doença de bexiga hiperativa, o que permitirá realizar diagnósticos e tratamentos mais rápidos. O estudo publicado na revista Scientific Reports.

Novo método faz diagnóstico rápido e preciso da bexiga hiperativa

 
Uma em cada cinco pessoas no Reino Unido tem a doença do trato urinário de nome bexiga hiperativa, o que obriga a idas à casa de banho frequentes ou uso de absorventes e roupa interior descartável. Contudo, os doentes têm o receio frequente de emanarem cheiro a urina ou de urinarem a roupa.
 
O diagnóstico da doença não é simples. Quando um paciente descreve a necessidade de urinar frequentemente os médicos começam por ter de excluir muitos outros problemas como cancro da bexiga, diabetes tipo 2 ou infeção urinária.
 
Muitos destes exames são invasivos e custam muito dinheiro aos sistemas de saúde, não dando, por vezes, o diagnóstico com precisão. Todo este tempo de espera leva a que o estado de saúde do doente se deteriore e a doença progrida, piorando o resultado final.
 
Os investigadores conseguiram identificar uma combinação de químicos presentes na urina que são específicos da doença bexiga hiperativa. 
 
O objetivo agora é desenvolver um dispositivo semelhante ao teste de gravidez que ofereça um diagnóstico imediato.

Fonte: Nature

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS