NUTRIÇÃO

Nutri-Score é o sistema de rotulagem com melhor performance

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) recebeu, na passada semana, a Conferência “Rótulos nos alimentos: Escolhas informadas”, cujo objetivo era debater os prós e contras dos atuais sistemas de rotulagem.

Nutri-Score é o sistema de rotulagem com melhor performance

A iniciativa, promovida pela Deco Proteste, em parceria com a Auchan, Danone e Nestlé, contou com a presença de Serge Hercberg, médico e investigador e “pai” do Nutri-Score, que revelou ser este o sistema de rotulagem com melhor performance em Portugal e defendeu a sua implementação generalizada.

“Num estudo conduzido, em 2019, em Portugal, que comparou diferentes rótulos em alimentos da mesma categoria, o Nutri-Score apresentou a melhor performance, pois aumentou a qualidade nutricional das escolhas feitas pelo consumidor”, avançou.

O Nutri-Score é um sistema gráfico fácil de ler e de entender, que classifica os alimentos numa escala de A a E, cada uma com uma cor diferente, do verde ao vermelho.

“Não sendo um substituto da informação nutricional, que deve manter-se, o Nutri-Score é um indicador muito simples e intuitivo, que permite comparar facilmente a qualidade nutricional de produtos da mesma categoria”, explicou Hercberg.

Esta evidência é, de resto, comprovada por mais de 40 estudos internacionais, que demonstram a eficácia deste sistema a impactar o ato da compra.

Um estudo levado a cabo em 60 supermercados, em França, concluiu que o Nutri-score melhora a qualidade nutricional do carrinho de compras em dez por cento.

“Temos a demonstração na vida real que há uma modificação de comportamentos e há um aumento da qualidade nutricional das compras com a utilização deste sistema”, sublinha o médico.

De acordo com Hercberg, este impacto é ainda maior junto da população com níveis académicos mais baixos e menor poder de compra.

“Por ser simples e intuitivo, o Nutri-Score é muito bem compreendido pelos consumidores com menor literacia e menor poder de compra. Portanto, este sistema é também muito útil para ajudar a reduzir desigualdades sociais”, defende.

A conferência contou ainda com uma apresentação da diretora do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável da Direção-Geral da Saúde, Maria João Gregório, e com dois painéis de debate.

Representantes da Auchan, Danone, Nestlé e Sonae MC e do INSA, da Divisão de Alimentação Humana da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária, Ordem dos Nutricionistas e da Deco Proteste discutiram, respetivamente, “A importância dos sistemas de rotulagem na relação com o consumidor” e “As vantagens da uniformização dos sistemas de rotulagem nutricional”.

O encerramento da iniciativa foi feito pelo secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, João Torres.

Segundo um estudo da Direção-Geral da Saúde, realizado em 2017, 40 por cento dos consumidores portugueses não compreendem a informação nutricional disponível nos rótulos, o que os impede de fazer uma escolha informada no momento de selecionarem os produtos mais adequados para si.

Já dados do estudo “Global Burden Disease” referem que uma má dieta alimentar é um dos fatores de risco que mais contribui para a perda de anos saudáveis de vida entre 15,8 por cento dos portugueses.

O documento indica ainda que 50 por cento da população portuguesa sofre de problemas de obesidade e doenças crónicas, associadas a hábitos, sobretudo alimentares, que poderiam ser evitados.

O Nutri-Score pretende, precisamente dar resposta a esta problemática. A nível internacional, já foi adotado como sistema recomendado em França, Bélgica e Espanha e está a dar os primeiros passos na Alemanha, Holanda e Luxemburgo.

Em Portugal já é possível ser encontrado nos produtos de marca própria Auchan e em breve estará também disponível em produtos da Danone e da Nestlé.

Fonte: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA)

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS