EXERCÍCIO

Exercícios e rotina auxiliam a memória

Adultos mais velhos que se movimentam mais, seja através da prática de exercícios diários ou até em atividades físicas rotineiras simples, podem preservar mais as suas habilidades de memória e pensamento, mesmo que tenham lesões cerebrais ou biomarcadores ligados à demência. Estas conclusões foram publicadas na revista Neurology.

Exercícios e rotina auxiliam a memória

Investigadores da Universidade Rush, nos Estados Unidos, acreditam que o movimento pode fornecer uma “reserva” que ajuda a manter as habilidades de raciocínio e memória quando há sinais de demência no cérebro.

O estudo analisou 454 idosos; 191 tinham demência e 263 não. Todos os participantes fizeram exames físicos e testes de raciocínio e memória, todos os anos, durante 20 anos.

Os especialistas descobriram que níveis mais altos de movimento diário estavam ligados a um melhor raciocínio e habilidades de memória.

O estudo também descobriu que as pessoas que tinham melhores habilidades motoras, habilidades que ajudam no movimento e coordenação, também tinham uma maior capacidade de pensamento e memória.

Para cada aumento na atividade física por um desvio padrão, os participantes tiveram 31 por cento menos probabilidade de desenvolver demência. Para cada aumento na habilidade motora por um desvio padrão, os participantes tiveram 55 por cento menos probabilidade de desenvolver demência.

Fonte: Eurekalert

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS