NEUROCIÊNCIAS

Sumo de laranja e verduras associados à redução da perda de memória

Comer verduras, frutos vermelhos e laranjas pode estar associado a um menor risco de perda de memória ao longo do tempo em homens, de acordo com um estudo publicado na revista Neurology.

Sumo de laranja e verduras associados à redução da perda de memória

Realizado pela Universidade de Boston, nos Estados Unidos, o estudo fornece mais provas de que escolhas alimentares saudáveis podem ser importantes para manter a saúde cerebral.

O estudo analisou 27 842 homens, com uma idade média de 51 anos, que preencheram questionários sobre quantas porções de frutas, verduras e outros alimentos consumiam todos os dias no início do estudo e, em seguida, a cada quatro anos, durante 20 anos.

Um total de 55 por cento dos participantes tinham bom raciocínio e habilidades de memória, 38 por cento tinham habilidades moderadas, e sete por cento tinham habilidades de pensamento e memória pobres.

Os participantes foram divididos em cinco grupos com base no consumo de frutas e vegetais. Para os vegetais, o grupo mais alto comeu cerca de seis porções por dia, em comparação com cerca de duas porções para o grupo mais baixo. Para frutas, o grupo de topo comeu cerca de três porções por dia, em comparação com metade de uma porção para o grupo com menor consumo.

Os homens que consumiram mais hortaliças tinham 34 por cento menos probabilidade de desenvolver problemas de habilidades de raciocínio do que os homens que consumiam a menor quantidade de vegetais. Um total de 6,6 por cento dos homens no grupo de topo tinham uma função cognitiva pobre, em comparação com 7,9 por cento dos homens no grupo de baixo.

Os homens que bebiam sumo de laranja todos os dias tinham 47 por cento menos probabilidade de desenvolver más habilidades de raciocínio do que os homens que bebiam menos de uma dose por mês.

Essa associação foi observada principalmente para o consumo regular de sumo de laranja entre os homens mais velhos.

Os homens que comiam mais frutas todos os dias tinham menor probabilidade de desenvolver más habilidades de raciocínio, mas essa associação foi enfraquecida depois de ajustados outros fatores alimentares que poderiam afetar os resultados, como consumo de vegetais, sumo de frutas, grãos refinados, legumes e verduras. lacticínios.

Os investigadores também descobriram que as pessoas que comiam grandes quantidades de frutas e vegetais 20 anos antes eram menos propensas a desenvolver problemas de pensamento e memória, se continuassem a consumir grandes quantidades de frutas e vegetais cerca de seis anos antes do teste de memória.

Fonte: Medical Xpress

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS