CARDIOVASCULAR

Frutas e vegetais reduzem risco de doença cardíaca e morte prematura

Um estudo prospetivo internacional denominado PURE mostrou que comer apenas três a quatro porções de frutas e vegetais por dia melhora a saúde do coração e reduz o risco de morte prematura. O estudo foi publicado na revista The Lancet.

Frutas e vegetais reduzem risco de doença cardíaca e morte prematura

Os cientistas observaram que, embora o estado nutricional e os resultados de saúde tenham sido amplamente investigados na Europa, nos Estados Unidos, no Japão e na China, poucos ou nenhuns dados estão realmente disponíveis no Oriente Médio, na América do Sul, na África ou no sul da Ásia, até ao momento.

Estudos já realizados mostraram que cerca de uma porção de 800 g por dia de frutas e vegetais era necessária para produzir efeitos benéficos significativos para a saúde, como a redução do risco de doença cardíaca e derrame.

No entanto, as recomendações atuais para o consumo de frutas e legumes da Organização Mundial de Saúde (OMS) são de cerca de 400 g por dia - o que, admite a OMS, ainda assim, a maioria das pessoas não consome diariamente.

Contudo, o novo estudo mostrou que apenas 375 g de frutas e legumes (bem como vegetais) por dia podem ajudar a proteger a saúde, reduzindo o risco de morte prematura.

O estudo PURE avaliou dados de 135 335 participantes de 613 comunidades em 18 países. As regiões geográficas incluíram a América do Norte, Europa, Oriente Médio, América do Sul, Ásia e África.

Os participantes tinham entre 35 e 70 anos de idade e inscreveram-se no estudo por um período de dez anos a partir de 2003. Todos preencheram questionários relacionados com a sua saúde e dieta alimentar.

No início, nenhum dos participantes tinha doença cardíaca. Os indivíduos foram acompanhados por um período entre 5,5 e 9,3 anos e passaram por um check-up de saúde pelo menos uma vez a cada três anos.
Durante o acompanhamento, foi registado um total de 4 784 eventos importantes de doença cardíaca. Além disso, houve 1 649 mortes por doença cardíaca num total de 5 796 óbitos.

Os resultados do estudo mostraram que consumir frutas e vegetais reduziu significativamente o risco de doenças cardíacas, derrame e cancro, bem como o risco de morte prematura.

O consumo de frutas apenas surgiu associado a um menor risco de morte prematura devido a doenças cardíacas. O consumo de vegetais crus estava associado a um risco de morte geralmente menor e teve um efeito mais significativo do que a ingestão de legumes cozidos.

No entanto, o impacto mais significativo para a saúde foi encontrado naquelas pessoas que ingeriram uma combinação de frutas e legumes/vegetais.

O risco de morte foi reduzido em 22 por cento, quando comparado com pessoas que ingeriram 125 g ou menos de frutas e vegetais por dia.

Comer mais de 500 g de frutas e vegetais por dia não apresentou redução significativa no risco de morte precoce; no entanto, comer mais desses alimentos pode melhorar a saúde de muitas outras formas, como ter mais energia e um melhor bem-estar mental.

Fonte: Natural Health 365

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS