Pessoas medrosas têm maior risco de serem mordidas por cães

100


Pessoas medrosas têm maior risco de serem mordidas por cães

  Tupam Editores

Um estudo de cientistas da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, revela que as pessoas medrosas e ansiosas têm um maior risco de serem mordidas por cães e que esses animais podem ter capacidade para detetar o sentimento de medo dos seres humanos.

Durante o estudo, publicado no Journal of Epidemiology and Community Health, foram avaliadas cerca de 700 pessoas a quem os cientistas perguntaram se tinham alguma vez sido mordidas por um cão; em caso afirmativo, questionaram se conheciam o cão que os mordeu e a gravidade das mordidas. Os participantes também fizeram um teste de personalidade com dez itens.

Os resultados mostraram que um em cada quatro participantes foi mordido por um cão. Os homens eram quase duas vezes mais propensos a serem mordidos face às mulheres.

Verificou-se também que mais de metade dos participantes (55 por cento) foi mordida por um cão que não conhecia. Além disso, as pessoas que possuíam vários cães tinham três vezes mais probabilidades de terem sido mordidas do que aquelas que não possuíam cães. As características dos cães - sexo, idade e raça - não foram levadas em consideração.

cao-mordidela

O estudo encontrou ainda uma associação entre traços de personalidade humana e frequência de mordidas de cães: quanto mais emocionalmente estáveis e com menos componentes de neurose eram os participantes, menor era a probabilidade de terem sido mordidos por um cão.

À medida que o score de estabilidade emocional de uma pessoa aumentou num único ponto, entre um e sete, a sua probabilidade de ter sido mordida caiu em 23 por cento, concluiu a pesquisa.

ARTIGO

Relacionados

MEMÓRIA, BASE DO CONHECIMENTO - O que é e como funciona?

De forma razoavelmente simplificada, a memória humana pode ser definida como a capacidade inata do cérebro para obter, armazenar e evocar informações disponíveis no cérebro – a chamada memória biológi...

FILHO, OS PAIS VÃO SEPARAR-SE!

De repente tudo muda! A separação dos pais é, talvez, um dos mais difíceis momentos na vida de uma criança, pelo que minimizar a dor e as marcas que esta mudança lhe possa deixar deve ser fundamental.

Destaques

CEFALEIAS, O MELHOR É NÃO PERDER A CABEÇA

Popularmente conhecida por dor de cabeça, a cefaleia é um problema muito frequente e uma das queixas mais comuns nas consultas de clínicos, pediatras ou neurologistas.

NÃO SE ESQUEÇA DE DORMIR!

Dormir é uma necessidade fisiológica indispensável e pode funcionar como um excelente tratamento de beleza e de saúde. Mas dormir o “sono dos justos” parece ser o privilégio só de alguns.
0 Comentários