Meditação diminui risco  de doenças cardiovasculares

100


Meditação diminui risco de doenças cardiovasculares

  Tupam Editores

Uma equipa de cientistas do Colégio de Medicina Baylor no Texas, nos Estados Unidos, revela num estudo que a prática de meditação reduz o risco de problemas cardiovasculares.

meditacao

Num artigo publicado no Journal of the American Heart Association, os investigadores explicam que a meditação pode ser considerada como uma atividade complementar que diminui o risco cardiovascular, embora os seus benefícios precisem ser mais plenamente estabelecidos.

A pesquisa foi realizada com base numa revisão sistemática de estudos já existentes sobre os potenciais benefícios da meditação sobre o risco cardiovascular.

Os estudos neurofisiológicos e neuroanatómicos mostraram que a meditação pode ter efeitos longos no cérebro, o que pode explicar as suas consequências benéficas no estado basal fisiológico e no risco cardiovascular.

Os autores da pesquisa sugerem que a meditação pode ser considerada como um elemento complementar na redução do risco cardiovascular, tendo em conta os baixos custos e os reduzidos riscos da intervenção, mas enfatizam que as pessoas devem estar conscientes de que os benefícios da intervenção ainda continuam por ser comprovados de forma mais robusta em novos estudos.

ARTIGO

Autor:
Tupam Editores

Última revisão:
15 de Dezembro de 2019

Mais Sobre:
SAÚDE CARDIOLOGIA

Referências Externas:

Relacionados

MEMÓRIA, BASE DO CONHECIMENTO - O que é e como funciona?

De forma razoavelmente simplificada, a memória humana pode ser definida como a capacidade inata do cérebro para obter, armazenar e evocar informações disponíveis no cérebro – a chamada memória biológi...

FILHO, OS PAIS VÃO SEPARAR-SE!

De repente tudo muda! As rotinas diárias passam a ser feitas a dois (em vez da equipa de três inicial) e os tempos livres organizados num calendário, repartido entre o pai e a mãe. A separação (ou div...

Destaques

HERPES

O nome da doença não disfarça os seus efeitos! Com origem no termo grego “herpein”, que significa “alastrar” ou “rastejar”, herpes é a palavra usada para designar uma doença viral da pele, altamente c...
0 Comentários