CÃES DE RAÇAS PEQUENAS COMO ESCOLHER? - Como escolher?

  Tupam Editores

Poodle, pastor alemão, golden retriever, pug, boxer, chihuahua, dogue alemão, pequinês, chow-chow, husky siberiano, maltês… a variedade é tanta, que saber exatamente o número de raças caninas existentes não é tarefa fácil.

Existem cães para todos os gostos e de todos os tamanhos – pequeno, médio e de porte grande ou gigante –, contudo, com habitações cada vez menores, é natural que a busca por um companheiro de quatro patas se concentre em raças cada vez menores.

O crescimento das cidades portuguesas fez com que atualmente a maior parte das pessoas more em apartamentos. E ainda que essa realidade não tenha vindo alterar o amor e a vontade de ter um animal de companhia, exige, certamente, uma adaptação ao tipo e à raça do animal que se adota, assim como ao estilo de vida do tutor, para ter um cão equilibrado.

A questão que se põe com alguma frequência é: quais são as melhores e mais adequadas raças de cães para viver num apartamento?

Para ter um animal num apartamento há que ter em atenção algumas características especiais. Os cães foram domesticados há milhares de anos e inicialmente criados com o intuito de auxiliar o homem no trabalho em ambientes e propósitos distintos. São milhares de anos de seleção para acentuar os traços específicos de cada raça.

Cães pastores, cães de guarda, cães de caça, de serviço e salvamento, todos eles têm o seu propósito e as suas características genéticas. Da mesma forma, existem aqueles que foram criados para serem apenas cães de companhia, e que são geneticamente perfeitos nesse aspeto.

Outra característica a considerar é o seu porte/tamanho. Naturalmente que os cães de porte pequeno ocupam menos espaço e por essa razão movimentam-se e adaptam-se melhor a um apartamento.

menina e cão branco

A necessidade de fazer exercício é outra condição a ter em conta pois existem raças específicas que não precisam de gastar tanta energia – um passeio curto, ou até mesmo uma brincadeira em casa, é suficiente.

Viver num apartamento significa ter vizinhos próximos. O ideal é ter um animal que seja tranquilo e amistoso com estranhos.

Uma das maiores fontes de conflito entre vizinhos é o ruído. Há raças que latem pouco e raças com maior tendência para se expressar com latidos, neste último caso, convém educar desde pequeninos os animais para não ladrarem desnecessariamente.

Com base nas características anteriormente mencionadas existem várias raças de cães de pequeno porte que são ideais para viver em apartamento.

Raças ideais para viver em apartamento

BULLDOG FRANCÊS

Bem dispostos, cómicos e afetuosos, os Bulldogs Franceses são particularmente ligados à família e bons para as crianças, mas necessitam de muita atenção, caso contrário podem tornar-se destrutivos.

Apesar de serem bastante teimosos, com alguma paciência e persistência podem ter um comportamento excelente.

São cães que se adequam bastante bem aos apartamentos, ladram muito pouco e não necessitam de muito exercício. Têm, no entanto, uma saúde frágil não devendo ser expostos a fumos, produtos de limpeza agressivos ou ao calor intenso. Os problemas oculares e cardíacos são muito comuns sendo, os últimos, exponenciados pelo excesso de peso.

bulldog francês branco

FICHA TÉCNICA
Grupo: 9 – Cães de companhia
Secção do grupo: 11 – Molossoides de porte pequeno
País e Data de origem: França / Séc. XIX
Primeira utilidade: Luta contra touros
Peso/altura aproximados: 9-14 Kg / 29-32 cm
Esperança média de vida: 12 anos
Cores: Uniformemente colorido fulvo, tigrado ou não, ou com manchas limitadas; Fulvo tigrado ou não, com manchas médias ou predominantes; Todas as tonalidades de fulvo, do vermelho até ao café com leite.

CHIHUAHUA
Curioso e enérgico, o Chihuahua é conhecido por ser uma raça muito protetora em relação ao seu tutor, ladrando a qualquer estranho que se aproxime. Por essa razão, convém habituá-lo, desde pequeno, a conviver com pessoas desconhecidas para que se torne num cão sociável e menos possessivo.

Com, as crianças pode ser um magnífico companheiro, contudo, convém vigiar esta relação principalmente quando estas são muito pequenas, pois a paciência para as suas traquinices nem sempre abunda.

O Chihuahua é uma raça para viver dentro de casa, não lidando bem com o frio. São animais fáceis de treinar, bastando que o tutor altere o tom de voz para que se apercebam se estão a agir bem ou mal.

Precisam de passear, correr e explorar o mundo à sua volta, atividades fundamentais para o seu equilíbrio, pois evitam a acumulação de índices de stress indesejáveis que poderiam incomodar os que o rodeiam.

São poucas as doenças que afetam esta raça, sendo donos de uma boa saúde e longevidade acima da média.

DACHSHUND OU TECKEL
O pequeno e robusto Dachsund é um cão que se adapta bem à cidade e à vida num apartamento. É muito brincalhão e cómico, afetuoso e protetor para com a sua família, sendo considerado cão de um só tutor podendo desenvolver ciúmes a quem desvie a atenção que lhe é dedicada, independentemente de serem crianças ou idosos.

Bastante teimoso, não é fácil de treinar, devendo o tutor ser firme no seu treino para evitar que o cão se torne possessivo tanto em relação a si, como em relação à comida ou a objetos. Caso contrário, esta raça poderá desenvolver problemas de ansiedade, ladrando excessivamente.

Dashund cão

O corpo comprido do Dachshund é propício ao desenvolvimento de problemas na coluna, assim, tudo o que se relacione com subir e descer escadas, ou com saltos de grande altura deve ser evitado. O exercício é fundamental para esta raça, contudo, deve ser moderado para não forçar a coluna.


PEQUINÊS
O comportamento calmo em casa, aliado ao pequeno tamanho, faz do Pequinês um excelente cão de apartamento. Adaptado a viver nos luxos das classes mais altas, é um cão delicado que necessita de bastante atenção.

Muito próximo da sua família, possui uma personalidade independente e uma desconfiança instintiva com estranhos, alertando sempre os tutores da presença de desconhecidos.

É determinado, confiante e por vezes teimoso, o que o torna difícil de treinar. Como qualquer cão, precisa de passeios diários estimulantes, mas nada de exageros – um passeio tranquilo na companhia do tutor é o bastante.

A nível de saúde, os grandes e sensíveis olhos do Pequinês podem originar problemas, como úlceras, e o formato do seu focinho também não ajuda, pois pode dificultar-lhe a respiração.

Pequines

FICHA TÉCNICA
Grupo: 9 – Cães de companhia
Secção do grupo: 8 – Épagneul Japonês e Pequinês
País e Data de origem: China / Antiguidade
Primeira utilidade: Companhia
Peso/altura aproximados: 3-6 Kg / 15-23 cm
Esperança média de vida: 14 anos
Cores: Todas as cores e marcas são permitidas, com a exceção da cor de fígado ou os exemplares albinos. Os exemplares multicolores devem apresentar manchas bem definidas.
 

CAVALIER KING CHARLES SPANIEL
Esta raça afetuosa adequa-se na perfeição à vida num apartamento. Alegre e de espírito vivo, o Cavalier King Charles Spaniel é um cão amistoso e dócil para as crianças e idosos.

A sua inteligência, aliada à vontade de agradar ao tutor, fazem dela uma raça relativamente fácil de treinar em termos de obediência, embora também possa revelar alguma teimosia. Os passeios ao ar livre são importantes pois estimulam e desgastam toda a sua energia.

A grande popularidade da raça acabou por contribuir para o aumento das suas doenças – a doença da válvula mitral, a siringomielia, a displasia da anca e as anomalias relacionadas com o aparelho auditivo são alguns problemas que a podem afetar.

Cães Cavalier king charles spaniel

FICHA TÉCNICA
Grupo: 9 – Cães de companhia
Secção do grupo: 7 – Epagneuls ingleses de companhia
País e Data de origem: Grã-Bretanha / Séc. XX
Primeira utilidade: Companhia
Peso/altura aproximados: 5-8 Kg / 31-33 cm
Esperança média de vida: 12 anos
Cores: Preto e cor de Fogo; Castanho avermelhado; Branco e Castanho avermelhado; Tricolor (preto, branco e castanho).


PUG
O seu pequeno porte faz do Pug um bom cão de apartamento. Muito afetuoso e apegado ao tutor, gosta de o seguir para todo o lado e está sempre pronto para o convívio e para a brincadeira. Com uma personalidade forte, conquista facilmente as pessoas à sua volta, divertindo-as e ocupando o centro das atenções.

Constitui um excelente cão de família suportando, ao contrário de muitos outros cães pequenos, algumas das traquinices dos mais novos, sem nunca mostrar agressividade.

Excelente companheiro, não tolera ficar sozinho, entrando facilmente em stress e ganhando níveis de ansiedade indesejáveis. Com respeito à saúde, o destaque vai para os problemas oculares e respiratórios. O focinho achatado faz com que as vias respiratórias sejam estreitas o que acaba por lhe causar falta de ar, especialmente nos dias mais quentes.


SHIH TZU
Por ter um porte pequeno e ser um cão calmo, o Shih Tzu é uma raça que se adequa na perfeição à vida num apartamento. A raça foi criada para ser uma companhia bonita, fiel e agradável.

É um cão que adora estar ao colo dos seus tutores e ser constantemente mimado. O seu temperamento amigável e brincalhão faz com que se dê bem com pessoas desconhecidas e com outros animais.

A sua teimosia obriga a que seja educado desde cedo para que aprenda a respeitar os comandos que lhe são dados. As atividades ao ar livre são muito importantes pois ajudam a manter o seu equilíbrio físico e psicológico e evitam comportamentos indesejáveis como o ladrar excessivo.

Os problemas respiratórios, nas articulações, as doenças oculares, e as otites são alguns dos problemas mais comuns que se verificam nos exemplares desta raça.

Cão shih-tzu

FICHA TÉCNICA
Grupo: 9 – Cães de companhia
Secção do grupo: 5 – Cães do Tibete
País e Data de origem: Tibete / Séc. XVII
Primeira utilidade: Companhia
Peso/altura aproximados: 4-8 Kg / até 28 cm
Esperança média de vida: 14 anos
Cores: Qualquer cor.


YORKSHIRE TERRIER
O seu tamanho e beleza, aliados à inteligência, coragem e determinação, fazem desta raça um excelente cão de cidade, capaz de guardar o apartamento onde vive com toda a dedicação. Estes atributos fazem da raça a mais popular entre as de porte miniatura em Portugal.

Com personalidade bastante forte, é muito apegado aos tutores de quem necessita de receber muita atenção. Tem uma boa relação com crianças, no entanto, deve supervisionar-se o seu convívio com os mais novos pois não suporta facilmente os abusos que estes possam cometer.

Não é uma raça fácil de treinar, exigindo firmeza por parte dos tutores. Um dos aspetos que deve ser treinado é a relação com outros cães que se poderá revelar conflituosa se não houver, desde cedo, uma sociabilização.

Cão yorkshire-terrier

É um cão com muita energia, logo, é importante proporcionar-lhe exercício físico para que se mantenha equilibrado física e psicologicamente.

As hernias, o desenvolvimento de dupla dentição, o tártaro, o colapso da traqueia, epilepsia, as doenças oculares, e a alopecia são alguns dos problemas de saúde que mais afetam o Yorkshire Terrier.

Para além das raças mencionadas existem muitas outras que também se adaptariam bem a viver num apartamento, como por exemplo, o Cristado Chinês – que, onde quer que vá, não passa despercebido –, o Spitz Alemão ou Lulu da Pomerania, Lhasa Apso, Poodle, Bichon Frisé, Pinscher, Boston Terrier, West Highland White Terrier, Cocker Spaniel, Schnauzer. A escolha fica ao critério de cada tutor.

O importante é que este não se esqueça que é o guardião de uma vida que escolheu para ter como parceiro de companhia.

O tutor deve proteger, defender e proporcionar cuidados de forma responsável. Deve instruir e guiar o seu tutelado, educar com amor e promover todas as possibilidades de uma evolução completa em aprendizagem e saúde. A convivência entre ambos deve ser construída a fim de proporcionar o desenvolvimento conjunto, tal como em qualquer outra relação.

ARTIGO

Autor:
Tupam Editores

Última revisão:
24 de Maio de 2018

Mais Sobre:
ANIMAL VETERINÁRIA

Referências Externas:

Relacionados

CÃES GRANDES EM CASA

Mas será que um cão grande não pode viver num apartamento? O genoma do cão parece ser quase infinitamente maleável, existindo atualmente cerca de 400 raças. Desde que o Homem começou a domesticar este...

JOGOS PARA EDUCAR O SEU CÃO

Tal como os humanos, também os cães gostam de brincar! E gostam tanto que levam a brincadeira para lá da adolescência. Se convive com cães sabe que muita da interação acontece naturalmente: atirar uma...

Destaques

Estudo sugere que cães são bons Personal Trainers

Cada vez com maior frequência são publicados estudos que revelam os diversos benefícios de ter um animal de estimação, seja a nível mental e emocional, na prevenção de alergias entre os mais pequenino...
0 Comentários