ALIMENTAÇÃO

União Europeia proíbe aditivo utilizado em doces e bolos

Os Estados membros da União Europeia (UE) concordaram em banir um corante aditivo amplamente usado em alimentos, conhecido como corante artificial E171 nos rótulos, depois de o regulador de saúde europeu (EMA) ter questionado a sua segurança.

União Europeia proíbe aditivo utilizado em doces e bolos
INVISTA NA SUA SAÚDE

MEDICINA E MEDICAMENTOS

INVISTA NA SUA SAÚDE


O E171 contém nanopartículas de dióxido de titânio e é comummente usado numa ampla gama de produtos, incluindo medicamentos e cosméticos.

A proibição diz respeito ao uso do aditivo em alimentos, onde este atua principalmente como agente branqueador e abrilhantador em doces, gomas, pastilhas, molhos e cobertura para bolos.

A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA), com sede em Itália, concluiu, em maio, que havia o risco de que as nanopartículas deste aditivo causassem danos ao DNA e que nenhum nível seguro para a sua ingestão diária poderia ser estabelecido.

França suspendeu o uso do produto em alimentos no ano passado, após pesquisas terem sugerido que o dióxido de titânio poderia causar lesões pré-cancerígenas em ratos de laboratório.

Sem qualquer outra objeção por parte dos Estados membros ou do Parlamento Europeu até o final do ano, a proibição entrará em vigor no início de 2022, disse a UE num comunicado.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS