SANGUE

“Fazer o Bem está-lhe no Sangue” recolheu 734 unidades de sangue

Terminou, no passado dia 16 de julho, a 19ª Campanha de Recolha de Sangue do grupo Mundicenter - em parceria com o Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST) - que decorreu durante dez dias nos centros comerciais Amoreiras Shopping Center, Braga Parque, Oeiras Parque e Strada Outlet.

“Fazer o Bem está-lhe no Sangue” recolheu 734 unidades de sangue
SANGUE: A GOTA QUE SALVA VIDAS

SOCIEDADE E SAÚDE

SANGUE: A GOTA QUE SALVA VIDAS

Apesar da pandemia, este ano contabilizou-se a inscrição de 1108 dadores e colhidas 734 unidades de sangue, com um total de 368 novos dadores a contribuírem com a sua dádiva de sangue pela primeira vez.

Em parceria com o Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST), a Campanha de Recolha de Sangue tem como objetivo principal dar resposta às necessidades de componentes sanguíneos dos hospitais de todo o país.

A recolha de sangue procura colmatar as necessidades dos hospitais numa época crítica, como é o verão, ajudando a estabilizar os níveis de stock do IPST e permitindo salvar vidas.

O IPST “agradece a 19.ª edição da iniciativa do grupo Mundicenter, que contribuiu uma vez mais, para melhorar as existências de sangue Nacionais. Numa altura em que as reservas de sangue são mais importantes do que nunca, conseguir mobilizar a população a contribuir com a sua dádiva de sangue é o maior presente que podemos receber. Em nome dos doentes que beneficiam desta onda de solidariedade, o nosso muito obrigado”.

A dádiva de cada dador pode beneficiar até três pessoas, uma vez que o sangue é separado em três componentes com diferentes funções terapêuticas, utilizadas no tratamento de uma grande diversidade de patologias.

“Sob o mote ‘Fazer o Bem está-lhe no Sangue’, a Mundicenter e o IPST, voltaram a unir forças novamente nesta ação solidária que se enquadra na nossa política de responsabilidade social e que todos os anos organizamos com grande empenho, conscientes da sua importância para a comunidade”, conforme refere Fernando Oliveira, Administrador da Mundicenter.

Fonte: Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST)

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS