ARTRITE

Um quarto dos casos de artrite está relacionado com excesso de peso

Um novo estudo realizado pela Universidade de Boston, nos Estados Unidos, mostrou que a perda de peso entre o início da idade adulta e a meia-idade reduz o risco de artrite e não encontrou evidências de qualquer risco persistente de artrite em pessoas que eram mais pesadas no início da vida e que depois perderam peso.

Um quarto dos casos de artrite está relacionado com excesso de peso

O estudo, publicado na revista Arthritis Care & Research, também estima que quase um quarto dos casos de artrite nos Estados Unidos, o que corresponde a 2,7 milhões de pessoas, são atribuíveis ao excesso de peso.

Os cientistas usaram dados da Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição para avaliar adultos, com idades entre os 40 e os 69 anos, que categorizaram com base nas alterações nos índices de massa corporal (IMC) do início da idade adulta até a meia-idade; a associação entre essas trajetórias de IMC e o risco de desenvolver uma condição de artrite no espaço de dez anos também foi analisada.

Das 13 669 pessoas que participaram no estudo, 3 603 desenvolveram artrite; em comparação com aqueles que tinham um IMC considerado “normal” no início da idade adulta e na meia-idade, pessoas que passaram de um IMC “normal” para “sobrepeso” ou “obesos”, aqueles que passaram de “excesso de peso” para “obesos” e aqueles que eram obesos tinham uma probabilidade significativamente maior de desenvolver artrite.

Por outro lado, aqueles cujo IMC de “obesos” passou para “excesso de peso” tiveram um risco significativamente menor de desenvolver artrite, em comparação com aqueles cujo IMC permaneceu na faixa de “obesos”.

Além disso, aqueles que perderam peso tiveram a mesma probabilidade de desenvolver artrite que aqueles cujos IMC permaneceram na faixa de “excesso de peso”.

Fonte: Eurekalert

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS