STRESS

Stress e ansiedade também podem ser benéficos

As pessoas geralmente pensam no stress e na ansiedade como conceitos negativos, mas, embora ambos possam atingir níveis não saudáveis e prejudiciais, os psicólogos há muito sabem que ambos são inevitáveis e que, muitas vezes, desempenham um papel útil, e não prejudicial, nas nossas vidas diárias.

Stress e ansiedade também podem ser benéficos

“Muitas [pessoas], atualmente, sentem um mal-estar por estarem estressadas e ansiosa. Infelizmente, quando alguém chega a um profissional à procura de ajuda, o stress e a ansiedade já aumentaram para níveis não saudáveis”, disse Lisa Damour que, além de psicólogica clínica e pesquisadora, também escreve uma coluna no jornal norte-americano New York Times sobre o tema.
O stress geralmente ocorre quando as pessoas operam no limite das suas habilidades - quando elas se esforçam ou são forçadas pelas circunstâncias a ultrapassarem os seus limites.

Também é importante entender que o stress pode resultar de eventos maus e de eventos bons. Por exemplo, ser demitido é stressante, mas também o é trazer um bebé para casa pela primeira vez.

A ansiedade também recebe uma censura desnecessariamente má, de acordo com Damour. “Como todos os psicólogos sabem, a ansiedade é um sistema interno de alarme, provavelmente transmitido pela evolução, que nos alerta para ameaças tanto externas, quanto internas”, explica a psicóloga.

Ver a ansiedade às vezes como útil e protetora permite que as pessoas façam um bom uso dela. Por exemplo, Damour conta que, frequentemente, orienta os seus clientes adolescentes a prestar atenção se sentem ansiedade numa festa porque os seus sentidos podem estar a alertá-los para um problema ou um risco.

“Da mesma forma, se uma cliente indica que está preocupada com uma prova para a qual ela ainda não estudou, sou rápida em tranquilizá-la de que ela está a ter uma reação certa e que ela se sentirá melhor assim que pegar nos livros”, contou.

Isso não significa dizer que agora o stress e a ansiedade não devam mais ser vistos como algo que pode trazer problemas, ressalva Damour.

O stress pode tornar-se prejudicial se for crónico (não permitindo a possibilidade de recuperação) ou se for traumático (psicologicamente catastrófico). “Por outras palavras, o stress causa danos quando excede qualquer nível que uma pessoa possa razoavelmente interiorizar ou usar para construir força psicológica,” disse a psicóloga.

“Da mesma forma, a ansiedade torna-se não saudável quando o alarme não faz sentido. Às vezes, as pessoas sentem-se rotineiramente ansiosas sem motivo algum. Noutros momentos, o alarme é totalmente desproporcional à ameaça, como quando um aluno tem um ataque de pânico antes de uma prova sem maior importância”, concluiu a especialista.

Fonte: Diário da Saúde

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS