PROTEÍNA

Descoberta proteína que melhora absorção de ómega 3

Cientistas da Universidade Politécnica de Hong Kong, na China, descobriram recentemente uma nova forma de suspensão nanoencapsulada que pode afetar positivamente a absorção do ácido docosahexaenoico (DHA) tanto para a mãe quanto para os filhos.

Descoberta proteína que melhora absorção de ómega 3

Esta nova tecnologia, que foi publicada na revista Nanomedicine: Nanotechnology, Biology and Medicine, foi conduzida principalmente para tratar de questões relativas à absorção de DHA.

O estudo revelou que uma proteína comestível chamada zeína pode proteger o DHA da deterioração após ser exposto a sucos gástricos durante a digestão. A zeína é encontrada no milho e pode ser utilizada com segurança em aplicações médicas, uma vez que não é tóxica e que não tem efeitos secundários conhecidos.

A nanocápsula de zeína foi formada imitando a estrutura do leite. A zeína atua como uma membrana, envolve o DHA e age como uma barreira contra o ácido do estômago; isso garante que o DHA não degenera e que será absorvido pelo cérebro, intestino e placenta.

Os cientistas avaliaram a eficácia da nanocápsula alimentando dois grupos diferentes de ratos com diferentes preparações de DHA. Um grupo foi alimentado com óleo de peixe normal, enquanto o outro foi alimentado com óleo de peixe encapsulado em zeína.

Os investigadores descobriram que o último grupo tinha uma maior concentração de DHA no intestino, sugerindo que o DHA era protegido dos sucos gástricos e não oxidava durante a digestão do estômago.

Além disso, ratos prenhes que foram tratados com o DHA nanoencapsulado tinham uma concentração maior de DHA no cérebro. De facto, as fêmeas prenhes que foram alimentadas com altas quantidades de DHA tiveram descendentes com funções cognitivas mais altas.

Fonte: Food News

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS