ENXAQUECA

Pessoas com excesso de peso são as que mais sofrem de enxaquecas

Um estudo in vivo em modelo animal realizado por uma investigadora portuguesa com o apoio da Universidade da Califórnia São Francisco, nos Estados Unidos, e do King’s College London, no Reino Unido, permitiu concluir que há uma relação entre a enxaqueca e o controlo do apetite.

Pessoas com excesso de peso são as que mais sofrem de enxaquecas

A investigadora Margarida Martins Oliveira foi distinguida, devido a este estudo, no Congresso da Ordem dos Nutricionistas 2019, com o ‘Prémio Mérito Jovem Nutricionista’.

Margarida Martins Oliveira foi desenvolvendo interesse pelo tema, pois constatou que os indivíduos obesos têm crises de enxaquecas com maior frequência.

O trabalho realizado nesta área ganha pertinência, já que o melhor entendimento da relação entre os mecanismos que regulam o apetite e a enxaqueca tem em vista o desenvolvimento de melhores estratégias alimentares para estes doentes.

Apesar de alimentos específicos não estarem diretamente relacionados com o desencadeamento da enxaqueca, a nutricionista pretende ainda explorar se as pessoas com esta patologia têm tendência, numa fase inicial, a desejar determinados alimentos, como é o caso do chocolate.

Para a Ordem dos Nutricionistas, entregar o galardão ‘Mérito Jovem Nutricionista’ a Margarida Martins Oliveira reflete o reconhecimento do trabalho desenvolvido pela profissional, nomeadamente sobre uma patologia que afeta já nove por cento da população portuguesa.

Na União Europeia, estima-se que a enxaqueca represente um encargo financeiro de 27 mil milhões de euros por ano, uma vez que afeta negativamente a produtividade no trabalho, causa absentismo laboral e, em alguns casos, até perda de emprego.

Margarida Martins Oliveira é licenciada pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação e investigadora na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

Realizou o seu estágio curricular no Brasil e o doutoramento em Neurociências, tendo já desenvolvido projetos de investigação na Universidade da Califórnia São Francisco, nos Estados Unidos, e no King’s College London, no Reino Unido.

O ‘Prémio Mérito Jovem Nutricionista’ tem como objetivo premiar talentos e motivar a investigação e inovação na área da nutrição, reconhecendo e recompensando publicamente o trabalho desenvolvido.

Fonte: press release

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS