ARTRITE

Cessação tabágica pode reduzir risco de artrite reumatoide

Numa análise publicada na revista Arthritis Care & Research, investigadores descobriram que mulheres que pararam de fumar há muitos anos tiveram um menor risco de desenvolver uma forma específica de artrite reumatoide, em comparação com as mulheres que pararam recentemente.

Cessação tabágica pode reduzir risco de artrite reumatoide

Realizado pelo Brigham and Womens Hospital, nos Estados Unidos, o estudo analisou 230 732 mulheres.

Na análise, que incluiu informações de duas grandes coortes com até 38 anos de acompanhamento, o risco de artrite reumatoide seropositiva - quando os pacientes têm anticorpos no sangue que ajudam a identificar a doença - foi reduzido em 37 por cento para aquelas que sustentaram a cessação do tabagismo por 30 anos, ou mais, em comparação com aquelas que pararam de fumar recentemente.

Os pacientes com artrite reumatoide seropositiva tendem a ter um curso mais grave da doença, com mais deformidades articulares, incapacidade e inflamação fora das articulações.

Fonte: Eurekalert

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS