GRIPE

Gripe em fase de estabilização

Na quinta semana deste ano, registou-se, em Portugal, uma taxa de incidência de síndroma gripal de 69,5 por cada 100 mil habitantes, indicando uma “provável estabilização da atividade gripal”, segundo o Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA).

Gripe em fase de estabilização

Os mais recentes dados do INSA, referentes ao período entre 28 de janeiro e 3 de fevereiro, indicam uma atividade gripal epidémica de “intensidade moderada” e uma “tendência estável”.

Nesta semana, foram predominantemente detetados em circulação os vírus da gripe dos subtipos A(H1)pdm09 e A(H3). Os vírus do tipo B foram detetados esporadicamente e em número reduzido desde o início da época de vigilância.

Segundo os dados do INSA, foram reportados 17 casos de gripe pelas 25 Unidades de Cuidados Intensivos que enviaram informação, tendo sido identificado o vírus Influenza A em todos os doentes: seis A(H1)pdm09, um A(H3) e dez não subtipados. Foram ainda reportados três casos de gripe por uma enfermaria, tendo sido identificado o vírus Influenza A(H1)pdm09 em dois casos e o A(H3) em um.

O INSA adianta ainda que a mortalidade registou valores “acima do esperado” numa semana em que “o valor médio da temperatura mínima do ar foi de 5,6°C, a que correspondeu uma anomalia de mais 1,1 °C relativamente ao valor normal 1971-2000 para o mês de janeiro”.

Fonte: press release

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS