ACUPUNTURA

Homens jovens e ansiosos sofrem mais com disfunção erétil

Um estudo recente divulgado pelo Centro de Terapias Chinesas (CTC) concluiu que 47,9 por cento dos homens entre os 18 e 39 anos apresentam sintomas de disfunção erétil.

Homens jovens e ansiosos sofrem mais com disfunção erétil

A pesquisa, que analisou dois grupos de 42 homens com idades entre 18 e 45 anos, concluiu também que a disfunção erétil de origem psicológica é mais comum nos jovens, afetando somente 10 por cento dos pacientes com mais de 50 anos.

Foi também observada uma elevada incidência de sintomas de ansiedade e depressivos em homens que sofrem desta condição, o que estabelece uma forte relação entre o contexto emocional masculino e a sua performance sexual. O mesmo estudo considera que, dada a importância do desempenho sexual para o bem-estar psicológico, a disfunção sexual é uma questão de saúde pública.

"A sociedade moderna coloca muita tensão sobre os indivíduos, especialmente sobre os mais jovens, que ainda estão a adaptar-se às mudanças de carreira e à entrega no mercado de trabalho. Cansaço, noites mal dormidas e situações emocionais mal resolvidas são fatores que destabilizam a energia vital e prejudicam o desempenho sexual", explica Wenqian Chen, diretora do CTC.

"Na Medicina Tradicional Chinesa dispomos de técnicas que permitem recuperar a função sexual e emocional do homem, com uma taxa de recuperação de funções sexuais após a primeira semana de tratamento" acrescenta a especialista.

Para além dos distúrbios psicológicos, outros fatores de risco para a disfunção erétil incluem o tabagismo, as alterações hormonais, os medicamentos e as doenças cardiovasculares. Estudos anteriores sobre técnicas como a acupuntura ou a fitoterapia apresentam resultados positivos na aplicação das mesmas em caso de disfunção sexual.

Fonte: press release

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS