Cientistas modificam plantas para criar vacina contra poliomielite

100


Cientistas modificam plantas para criar vacina contra poliomielite

  Tupam Editores

Investigadores do Centro John Innes, no Reino Unido, modificaram plantas para criar vacinas contra a poliomielite, num avanço que acreditam ter potencial de transformar a produção de vacinas.

Segundo os especialistas, este processo é barato, fácil e rápido; mais, além de ajudar a eliminar a poliomielite, esta abordagem pode ajudar a reagir a ameaças inesperadas, como o vírus Zika ou Ébola.

A descoberta foi considerada “impressionante e importante”, pois a vacina é um “mímico autêntico” do poliovírus.

Através do metabolismo da planta de tabaco, os cientistas conseguiram transformar as folhas em “fábricas” de vacinas contra a pólio; o material inicial foi o código genético para fazer a superfície externa do poliovírus, esse material foi reforçado com a combinação do vírus que infeta naturalmente plantas.

Este novo método foi então colocado em bactérias do solo, que foram usadas para infetar o tabaco. Quando a infeção se apoderou, as plantas começaram a fazer as partículas semelhantes ao vírus; de seguida, as folhas infetadas foram misturadas com água e a vacina contra a poliomielite foi extraída.

Vacinação

As partículas semelhantes ao vírus impediram a pólio em experiências com animais, e uma análise da sua estrutura 3D mostrou que elas pareciam quase idênticas ao poliovírus.

A pesquisa foi financiada pela Organização Mundial de Saúde, como parte dos esforços para encontrar substitutos para a vacina contra a poliomielite; contudo, esta tecnologia não se limita à poliomielite nem mesmo às vacinas, por isso, os cientistas também estão a utilizar plantas para produzir anticorpos como aqueles que estão a ser usados na terapia contra o cancro.

ARTIGO

Autor:
Tupam Editores

Última revisão:
16 de Maio de 2018

Mais Sobre:
VACINA OMS INVESTIGAÇÃO

Referências Externas:

Relacionados

CONTAMINAÇÕES HOSPITALARES

O conceito geral de hospital tem a sua origem no vocábulo latino hospes (hóspede ou hospedeiro) do qual resulta hospitalitas (hospitalidade), noção que ao longo do tempo passou a dizer respeito à qual...

MEDICAÇÃO PERSONALIZADA

“A educação dos profissionais de saúde em farmacogenética como parte de seu currículo em farmacologia, e a exposição de seu potencial para a população em geral, serão indispensáveis para o sucesso da...

Destaques

CHÁ - Um prazer a qualquer hora!

Os ingleses bebem-no às cinco, em Portugal bebe-se a qualquer hora. Com ou sem cerimónias, a fumegar, frio ou gelado, existe um chá para todas as ocasiões e para clarear todas as situações. É pretexto...
0 Comentários