RAÇAS DE GATOS MAIS POPULARES

  Tupam Editores

O mundo das raças felinas é ainda muito pouco conhecido, mesmo entre os “fanáticos” dos gatos que, na sua maioria, apenas ouviram falar de duas ou três raças, como o Persa, o Siamês, e o gato que têm em casa – provavelmente o Europeu comum. Existe, no entanto, uma grande quantidade de raças felinas.

A falta de especificidade deve-se ao facto de nem todas as raças estarem oficialmente reconhecidas pelas várias associações felinas internacionais.

A Federação Internacional Felina (FIFe), por exemplo, reconheçe 48 raças; a The International Cat Association (TICA), 71; a World Cat Federation (WCF), 75, e a Cat Fancier’s Association (CFA) 42 raças.

A disparidade entre o número de raças reconhecidas por algumas associações, como a TICA, por exemplo, acontece, pois as variedades de pelo longo e de pelo curto, de uma mesma raça, são consideradas como duas raças diferentes.

Gatos várias raças

Já outras associações, como a CFA, incluem as duas variedades de pelagem na mesma raça.

Além disso, existem raças que são apenas reconhecidas por uma associação em específico.

Outro aspeto que varia, e este no que diz respeito aos diferentes países, são as raças mais populares. Em Portugal, por exemplo, o Persa é a raça que mais se destaca, algo que já acontece há várias décadas.

De seguida surgem as raças felinas com aparência “selvagem” como o Maine Coon e o Bosques da Noruega, embora outras raças sejam bastante populares, consoante o país, por exemplo, o Americano de Pelo Curto nos Estados Unidos, ou o Sagrado da Birmânia em França.

Assim, se achava que os gatos eram todos iguais, vai ficar surpreendido.

Não só apresentam tamanhos, pelagens, aparências e comportamentos diferentes, como algumas raças são sensíveis ao ponto de possuírem particularidades a nível nutricional.

Se está a ponderar adotar um gato para lhe fazer companhia, mas está indeciso sobre a raça a eleger, talvez seja boa ideia conhecer algumas das raças mais populares do mundo.

As raças mais populares

A nossa sociedade e o ritmo de vida que lhe está associado fazem com que a escolha de um animal de companhia tenha de ser bem ponderada.

Em conta deve ter-se o papel que o animal virá a ter no seio familiar, mas também o tempo que o dono irá partilhar com ele. É neste contexto que se tem verificado que os gatos são, cada vez mais, a escolha mais ajustada à nossa realidade.

O gato combina um forte sentido de independência com uma profunda afeição ao tutor. Companheiro e afetuoso, o gato é autêntico, age de acordo com os sentimentos e é sincero nas atitudes, não temendo manifestar o que lhe desagrada. Por ser auto-suficiente não necessita que o levem a passear, pois mantém-se limpo e asseado, aprendendo facilmente a viver dentro das regras da casa.

Conforme a raça, o gato terá diferentes necessidades, logo, deve optar por aquela que melhor se adapte ao seu estilo de vida. Tem imensas raças por onde escolher, mas se pretender um animal de raça pura, é importante que procure um criador idóneo. Entre as raças mais populares e que despertam mais a atenção, o destaque vai para:

O gato Persa

Até meados do século XVI não se conhecia a existência de gatos de pêlo comprido na Europa. Os primeiros antepassados do Persa foram importados da Pérsia (atualmente Irão) para Itália no século XVII, por Pietro Della Valle. Mais tarde, Nicolas Fabri de Peiresec, magistrado das cortes reais da cidade francesa de Aix-en-Provence, levou gatos da Turquia para França. O Persa é, definitivamente, a raça mais famosa do mundo.

Gato persa

O Persa é o gato ideal para viver num apartamento. É calmo, pachorrento e sedentário, doce e muito afetuoso. Manifesta uma grande afeição pelo seu tutor mas requer cuidados constantes (banhos, escovagens e limpeza dos olhos).

Vive perfeitamente bem com os seus congéneres, com cães e crianças, e não é agressivo, embora se mostre distante em relação a estranhos. Para o seu equilíbrio, precisa de uma vida tranquila, mas não suporta a solidão. Os seus miados são discretos e pouco frequentes.

FICHA TÉCNICA
Nome original: Persa
País de origem: Irão
Porte: Médio/grande
Características físicas: Cabeça redonda e bastante volumosa; orelhas arredondadas nas pontas e sempre voltadas para a frente; olhos redondos e grandes bem afastados. Corpo do tipo curto.

Peso médio: Macho – 3 a 5 kg; Fêmea – 3 a 5 kg
Expetativa de vida: 15 a 20 anos
Cor do pelo: Pelagem longa e espessa de cor preto, azul, ruiva, vermelha, creme escama, lilás, bicolor, tricolor.

O gato Siamês

Com uma origem nobre, temperamento particular para a espécie e uma beleza incontestável, o gato Siamês é outra das raças de felinos mais populares e difundidas pelo mundo, sendo sendo difícil encontrar alguém que não esteja familiarizado com a mesma.

Gato siamês

É, talvez, o mais extrovertido de todos os gatos domésticos. O seu temperamento é “vulcânico”, ou seja, é imprevisível e detentor de uma personalidade muito forte, podendo ser excessivo em tudo.

É o gato ideal para quem deseja estar sempre acompanhado, uma vez que o Siamês está sempre presente. É hipersensível, emotivo e pouco tranquilo. Pelo contrário, é muito ativo, pelo que se não quisermos que nos revolte a casa, não devemos eleger esta raça.

FICHA TÉCNICA
Nome original: Siamês
País de origem: Tailândia
Porte: Médio
Características físicas: Cabeça afilada, triangular e nariz longo e reto; orelhas triangulares e largas na base além de pontiagudas no alto; olhos de cor azul, oblíquos com formatos amendoados.

Peso médio: Macho – 5 kg; Fêmea – 5 kg
Expetativa de vida: 15 anos
Cor do pelo: Pelagem curta, fina e densa de cor castanho escuro, chocolate, azul e lilás.

O gato Norueguês da Floresta

De acordo com o Clube Português de Felinicultura (CPF) esta é uma das raças mais comuns no nosso país. Trata-se de um gato muito seguro de si mesmo, com um temperamento estável, sociável, tranquilo e brincalhão.

De fácil convivência, aceita bem os seus congéneres, assim como cães, e as crianças. É um animal resistente e robusto, muito atlético, com uma agilidade surpreendente e um trepador nato, características que o tornam num caçador temível. Apesar de ter um miado suave, não mia em excesso.

Caso viva num apartamento, deve ter um arranhador à sua disposição. Necessita de ser escovado e penteado com regularidade de forma a evitar a formação de nós na sua pelagem. Se tiver acesso a um jardim, a sua pelagem tornar-se-à mais bela ainda.

O gato Azul Russo

Este gato também se adapta bem à vida em apartamento, apesar de apreciar um local com jardim onde se possa entreter melhor. É ativo, atlético e brincalhão, mas prefere o silêncio em vez do barulho e da agitação.

Gato azul russo

Independente, prudente, autoritário, se for necessário, não tolera confrontos. Sociável, mas reservado, não gosta muito de estranhos. Tão sensível como afetuoso, é possessivo e tem um miar muito agradável.

Sem esquecer a escovagem periódica, os seus cuidados são simples: basta passar um pano uma vez por semana para o seu pelo ficar brilhante.

FICHA TÉCNICA
Nome original: Azul Russo
País de origem: Rússia
Porte: Médio
Características físicas: Cabeça oval; orelhas grandes largas na base e para a frente; olhos médios; corpo alongado e musculoso.

Peso médio: Macho – 4 a 6 kg; Fêmea – 3,5 a 4,5 kg
Expetativa de vida: 10 a 15 anos
Cor do pelo: Pelagem curta e fina de cor azul acinzentado.

O gato Ragdoll

Trata-se de um gato grande e musculoso de bom trato e tranquilo, como uma boneca de trapos (“ragdoll”, em ingles).

Adapta-se bem à vida num apartamento e, devido à sua tranquilidade e ao seu temperamento bonacheirão e dócil, é de convivência bastante agradável. É muito afetuoso e carinhoso, razão pela qual adora companhia e detesta a solidão.

Apesar de ser muito sociável e de se dar bem com os seus congéneres e com cães, não suporta a agitação e o ruído.

Não necessita de atenção muito meticulosa, basta escová-lo uma ou duas vezes na semana para eliminar pelos mortos e evitar que o pelo forme nós, mantendo também a sua aparência sedosa.

O gato Sagrado da Birmânia

Mais uma raça que se adapta bem à vida num apartamento. É tranquilo e equilibrado. Não é passivo, mas também não é exuberante. Para além de ser sociável com os seus congéneres e com cães, é também brincalhão, sendo, por isso, um bom companheiro para as crianças. Ainda assim, gosta de paz e tranquilidade.

Gato sagrado da Birmania

Para cuidar do seu pelo é necessário escová-lo e penteá-lo periodicamente. Durante a época de muda, contudo, as escovagens devem ser diárias.

FICHA TÉCNICA
Nome original: Sagrado da Birmânia
País de origem: Birmânia
Porte: Médio
Características físicas: Cabeça redonda; olhos redondos; orelhas médias com pontas arredondadas e corpo de ossatura forte, retangular.

Peso médio: Macho – 3 a 5 kg; Fêmea – 3 a 5 kg
Expetativa de vida: 15 anos
Cor do pelo: Pelagem semilonga, macia e sedosa de cor vermelha, azul, creme e lilás ou chocolate.

O gato Maine Coon

Originário dos Estados Unidos (Estado de Maine), o Maine Coon é o maior gato de todas as raças. Apesar do seu aspeto selvagem e da sua tendência para ser dominante, não é um gato agressivo. Pelo contrário, têm uma natureza carinhosa, muito brincalhona e amigável, sendo conhecidos pelo som enternecedor e calmo que fazem. Apreciam muito a nossa companhia, o que os torna ótimos animais de companhia.

gatos maine coon

Desportistas e grandes caçadores, necessitam de espaço, vivendo melhor numa casa com jardim do que num pequeno apartamento. Ainda assim, adaptam-se a espaços pequenos, desde que tenham a oportunidade de brincar e de estar entretidos.

Robustos e resistentes, são capaz de aguentar até os invernos mais rígidos. É uma raça que requer poucos cuidados de manutenção e o seu tamanho, sobretudo o dos machos, torna-os incríveis.

Estas são algumas das raças de gatos mais conhecidas, mas o universo felino é muito mais rico e diversificado.

É evidente que algumas raças conseguem conquistar um número maior de admiradores que outras, seja devido à sua beleza física, à sua personalidade ou notável inteligência e amabilidade.

Seja como for, independentemente da raça, cor, sexo ou idade, adotar um gato é um ato de puro amor que nos dá a oportunidade de conviver com um felino cheio de habilidades e encantos. Afinal, somos todos os dias surpreendidos e aprendemos tanto com as atitudes e capacidades de nossos animais de companhia, não é verdade?

ARTIGO

Autor:
Tupam Editores

Última revisão:
26 de Setembro de 2018

Referências Externas:

Relacionados

O SEU GATO ESTÁ GORDO? PONHA-O A MEXER!

A obesidade não é um mal exclusivo da espécie humana. Definida como um excesso de gordura corporal, é a desordem nutricional mais comum nos nossos animais de companhia, com efeitos negativos diretos n...

OS GATOS TAMBÉM AMAM

Quem nunca ouviu dizer que os gatos são traiçoeiros, individualistas e que não se afeiçoam aos donos? O mito teve início na época da Inquisição, quando a Igreja Católica promoveu uma caça às bruxas e,...

Destaques

Estudo sugere que cães são bons Personal Trainers

Cada vez com maior frequência são publicados estudos que revelam os diversos benefícios de ter um animal de estimação, seja a nível mental e emocional, na prevenção de alergias entre os mais pequenino...
0 Comentários