OS GATOS TAMBÉM AMAM

100


OS GATOS TAMBÉM AMAM

  Tupam Editores

Quem nunca ouviu dizer que os gatos são traiçoeiros, individualistas e que não se afeiçoam aos donos? O mito teve início na época da Inquisição, quando a Igreja Católica promoveu uma caça às bruxas e, por consequência, aos seus animais de estimação – os gatos!

Mas já estamos no século XXI e está mais do que na hora de deixar essas crenças de lado até porque, tal como os cães, os gatos são extremamente amorosos e apegados aos seus donos.

A verdade é que interpretar os gatos não é assim tão simples. Todas as pessoas, mesmo as que não convivem com cães, sabem identificar quando estes estão felizes: eles abanam o rabo! Mas como sabemos quando os gatos estão felizes?

Os gatos são diferentes dos cães, não abanam o rabo efusivamente nem põem a língua de fora quando o dono chega do trabalho no fim do dia. Também não latem e nem pulam para demonstrar o quanto estão felizes por revê-lo.

Toque no nariz do dono

Em comparação com os cães, que expressam o seu afeto de forma clara, os felinos, sem dúvida, comunicam o que sentem de uma maneira menos óbvia.

São mais reservados, com expressões emocionais menos explícitas. Talvez por isso recebam muitas críticas. Como não interagem muito, são chamados de frios.

Mas engana-se quem pensa que os gatos são incapazes de demonstrar afeto e carinho. Apesar de mais comedidos são muito carinhosos, companheiros sinceros, e amam incondicionalmente os seus donos.

Sinais que revelam a afetuosidade dos gatos

De maneira simples e subtil os gatos “dizem” que nos amam todos os dias, basta apenas estar atento à sua forma peculiar de o demonstrar. As formas mais comuns que utilizam para o mostrar são:

Faz-lhe massagens

Um dos sinais de que ele o ama são as massagens que faz com as patas. Segundo os especialistas os gatos bebés fazem massagens na barriga das suas mães para aumentar a produção de leite materno e reforçar o seu vínculo, por isso, quando o seu gato lhe faz massagens nas pernas ou outra parte do corpo não é porque está a preparar a próxima sesta, mas para demonstrar que gosta de si, porque se lembra do ato e repete o comportamento que tinha quando era bebé e era feliz com a sua mãe.

Aproxima-se de si e levanta a cauda

Troca de carinho

 Uma das formas mais certas de saber o estado emocional do gato é olhando para a sua cauda. Se o seu gato se aproxima de si e ao roçar-se levanta a cauda e torce a ponta, significa que o estima realmente.

Este comportamento é habitual num grupo de gatos quando se sentem tranquilos, logo considere-se um sortudo se o faz consigo.

Ronrona

Os gatos têm formas diferentes de ronronar, que dependem do seu estado de humor. Tal como as pessoas têm vozes diferentes, os felinos também variam a intensidade do tom e as vibrações para expressar os seus sentimentos. Por isso, se o seu gatinho ronrona de uma forma suave ou de uma forma intensa e profunda quando está junto de si ou ao seu colo (quando o acaricia, por exemplo), não tenha dúvidas que lhe está a demonstrar o seu amor porque se sente muito bem e relaxado nesse momento consigo.

Gato esfrega-se na dona

Esfrega-se em si

O facto de o gato esfregar em si a sua cara ou a sua cabeça é um sinal de que o ama e que gosta de estar junto de si, pois é nessa parte do seu corpo que se concentram uma grande quantidade de glândulas que segregam feromonas – as hormonas que servem para marcar posse ou território. Assim, o que o seu gato quer dizer com isto é que faz parte do seu núcleo familiar e que o considera como algo seu e próximo.

Dá-lhe dentadinhas

Outro dos sinais que indicam que o gato gosta de si é quando lhe dá mordidelas. Se lhe morder de forma brusca e com intensidade não é um bom sinal, mas se lhe mordiscar suavemente os dedos das mãos, é porque está simplesmente a brincar consigo como quando brinca com os seus companheiros felinos. Dessa forma, está a demonstrar que não o considera alguém hostil, mas sim alguém amado e que lhe proporciona tranquilidade e companhia.

Lambe-o

Se um gato o lamber (nas mãos, orelhas ou cabelo) tal como o faz com os seus companheiros felinos, pode ficar contente e sentir-se honrado, porque significa que o ama e por isso sente a necessidade de cuidar de si e de o limpar como o faz com os outros.

Pisca lentamente

O fato de olhar para si fixamente não significa que o está a desafiar ou que o considera seu inimigo, e menos ainda se acompanhar esse olhar com um piscar de olhos lento e suave. O que esse comportamento realmente significa é que tem carinho e afeto, e que se sente muito tranquilo e seguro ao seu lado porque sabe que não o vai magoar. Há quem diga que este ato é a forma que os gatos têm de nos beijar.

Mostra a barriga

Se o seu gato se coloca de barriga para cima quando está perto significa que se sente protegido e sobretudo, que confia em si, uma vez que a barriga é uma das partes mais vulneráveis do seu corpo e não a mostram a toda a gente para não se sentirem indefesos. Assim, se ele lhe mostrar a barriga para o acariciar ou arranhar, não tenha dúvidas de que realmente gosta de si e se sente seguro consigo.

Dorme consigo

Os gatos também lhe demonstram que o amam quando dormem ao seu lado ou em cima de si, no seu colo, por exemplo. Deitada com gato em cima Tal como acontece quando mostram a barriga enquanto dormem, os felinos são mais vulneráveis do que quando estão acordados, por isso procuram dormir consigo porque confiam plenamente em si. Além disso, gostam de dormir acompanhados num lugar quente, como quando eram bebés, por isso sinta-se lisonjeado se o fizerem consigo.

Traz-lhe presentes

Por muito desagradável que seja para nós, outro dos sinais que indicam que o nosso felino nos ama é quando traz algum animal morto em forma de presente ou lembrança. Este comportamento é consequência da sua natureza predadora e não deve ser reprimido, pois na realidade o gato está apenas a demonstrar que nos considera parte da sua família e que compartilha connosco a presa que caçou.

Não restam dúvidas de que estes seres elegantes e, invejavelmente independentes, têm várias formas de demonstrar o amor que sentem pelo seu dono, bastando apenas saber observar e identificar esses gestos.

Se tem a felicidade de partilhar a sua vida com um felino, já se deve ter apercebido que existe uma verdadeira intenção de demonstrar o carinho e o amor que sente por si. Quer seja através de comportamentos como ronronar, dar cabeçadinhas, deitar-se no seu colo, ou dar beijinhos com o olhar, os gatos são animais afetuosos que criam laços com quem mais amam.

Gato e dona

Não se esqueça, porém, que para uma relação de confiança e amor é importante a troca de afeto. A forma como cuidar e acarinhar o seu gato vai influenciar, certamente, a maneira como ele o trata a si, por isso… mime-o!

ARTIGO

Relacionados

GATO PERSA - Aristocracia e elegância

Elegante, sofisticado, e de porte majestoso, o gato Persa é, para muitos, sinónimo de gato de luxo. A sua longa pelagem, o seu excecional caráter e a sua beleza sem igual fazem dele um dos gatos mais...

LINCE IBÉRICO - Em recuperação!

Não é surpresa para ninguém que o Lince Ibérico está em perigo de extinção. É, aliás, o felino mais ameaçado do planeta, tendo sofrido um processo de regressão acentuado desde o século XIX até ao iníc...

Destaques

0 Comentários