Jardim Zoológico acolhe nascimento de ave quase extinta

Jardim Zoológico acolhe nascimento de ave quase extinta

PARQUES & ZOO

  Tupam Editores

0

Foi com grande alegria que o Jardim Zoológico de Lisboa anunciou o nascimento de uma cria de Mainá-do-bali (Leucopsar rothschildi), uma ave em perigo de extinção.

Classificada como uma ave “Criticamente em Perigo de extinção”, pela União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN), devido a práticas como a desflorestação e a captura ilegal para o comércio de aves, a Mainá-do-bali é uma ave de canto natural de Bali, atualmente encontrada apenas na Reserva Natural de Barat.

Possuidora de crista branca e pele azul na zona em torno dos olhos, a ave apresenta uma plumagem predominantemente branca, mas com uma tonalidade negra nas extremidades das asas e cauda.

Mainá do bali

Preferem a orla das florestas e savanas inundadas para habitar onde procuram sementes, frutos e insetos de que se alimentam. É uma espécie monogâmica com rituais “afetivos”: os elementos do casal realizam exibições e cuidados mútuos com a plumagem.

Telma Araújo, Curadora de Aves do Jardim Zoológico de Lisboa, salientou a importância deste nascimento para o parque, uma vez que foi a primeira reprodução de sucesso desta espécie de ave, desde o início dos anos 80, altura em que foi acolhida.

Esta reprodução foi cuidadosamente pensada – o casal que deu origem à cria, um macho da Dinamarca e uma fêmea da Alemanha, foi trazido para Portugal depois de ter sido minuciosamente avaliado.

Esta avaliação é feita para que seja possível formar-se potenciais pares da espécie, de modo a reproduzirem e serem reintroduzidos no seu habitat natural, na Indonésia, e reforçar a população in situ.

De acordo com o Jardim Zoológico a sobrevivência do Mainá-do-bali depende totalmente da sua reprodução sob cuidados humanos, da reintrodução desses indivíduos no habitat natural, e da manutenção de áreas sustentáveis para a sua sobrevivência em estado selvagem.

OCEANÁRIO DE LISBOA

PARQUES & ZOO

OCEANÁRIO DE LISBOA

Promover o conhecimento dos oceanos, e sensibilizar os cidadãos para a importância da preservação do património natural, através da alteração dos seus comportamentos, é a missão do Oceanário de Lisboa...
AQUARIOFILIA: A FUGA PARA O PARAÍSO

AQUARIOFILIA

AQUARIOFILIA: A FUGA PARA O PARAÍSO

Há-os de vários tipos e para todos os gostos: de água doce, salgada, fria, quente, comunitários – onde habitam várias espécies de peixes, biótipo – onde apenas existem peixes e plantas provenientes da...
0 Comentários