Estudo identifica as raças de cães com maior risco de morder crianças

Estudo identifica as raças de cães com maior risco de morder crianças

Canídeos

  Tupam Editores

0

Uma mordida de cão pode causar danos psicológicos e físicos significativos. Se for na face, muitas vezes requer cirurgia reconstrutiva para reparar lesões, que podem ir desde danos nos nervos até perda de tecido.

Só nos EUA, quase cinco milhões de pessoas são mordidas por cães todos os anos, e as crianças correm um risco muito maior do que os adultos.

Um estudo realizado por duas instituições no Ohio, identificou quais as raças de cães e traços físicos por estes apresentados com maior risco de mordida com gravidade. O objetivo dos cientistas era informar os pais sobre que raças devem escolher como animais de estimação quando têm filhos pequenos.

A investigação avaliou os riscos de mordedura canina no rosto de crianças e a gravidade das lesões provocadas por raça, tamanho e estrutura da cabeça do animal. Foi possível concluir que os pitbulls e os cães de raça indeterminada apresentam o maior risco de mordida e as lesões provocadas são as de maior severidade. Tal também é válido para cães com cabeças largas e curtas, com um peso entre 30 e 45 kg.

Para avaliar a gravidade das dentadas, os cientistas avaliaram retrospetivamente 15 anos de casos de mordeduras na face registados no Nationwide Children’s Hospital e Sistema de Saúde da Universidade da Virginia.

Pitbull

Estudaram o tamanho das lesões, o rasgo nos tecidos, as fraturas ósseas e outras lesões suficientemente graves para exigirem tratamento da parte de cirurgiões de reconstrução facial, criando uma escala de severidade dos danos.

Segundo os cientistas as circunstâncias em que um cão pode morder uma criança podem ser influenciadas pelas tendências de comportamento da raça e pelo comportamento da vítima, dos pais e do dono do animal.

Em situações normais, as crianças beneficiam do contacto com cães, principalmente se estiverem doentes ou em situações de stress.

Para promover um convívio mais seguro entre crianças e animais, e diminuir os risco de mordeduras, os pais devem ser um modelo para os filhos e evitarem quaisquer interações confrontativas ou arriscadas que possam desencadear uma resposta de medo ou de medo-agressão caso a criança vos imitasse. Isto inclui realizar reprimendas severas, bater [nos animais], empurrar [um animal] do sofã, por exemplo, ou retirar um artigo à força.

Autor:
Tupam Editores

Última revisão:
03 de Fevereiro de 2021

Mais Sobre:
INVESTIGAÇÃO ANIMAL

Referências Externas:

CÃES PERIGOSOS - Conheça o tema de A a Z

Canídeos

CÃES PERIGOSOS - Conheça o tema de A a Z

Muito se ouve falar, ultimamente, sobre cães perigosos e raças potencialmente perigosas mas a verdade é que ainda há muita ignorância relativamente ao assunto.
ANIMAIS EM FÉRIAS

BEM-ESTAR & NUTRIÇÃO

ANIMAIS EM FÉRIAS

O verão chegou, e com ele o tão almejado momento de ir de férias! A família só pensa na praia, nos dias descontraídos à beira mar, nas caminhadas no pinhal e nas redes de descanso à sombra.
0 Comentários