OFTALMOLOGIA

Perda da visão aumenta comprometimento cognitivo

O comprometimento da visão frequentemente ocorre conjuntamente com o declínio cognitivo, que pode estar associado a limitações funcionais. A associação entre o comprometimento da visão e as limitações funcionais relacionadas com o declínio cognitivo (DC) subjetivo (autorrelato) não está bem caracterizada.

Perda da visão aumenta comprometimento cognitivo

Um novo estudo publicado na revista do Centro de Controlo e Prrevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês) Morbidity and Mortality Weekly Report avaliou esta relação.

Nos Estados Unidos, o comprometimento da visão afeta aproximadamente 3,22 milhões de pessoas e está associado ao isolamento social, incapacidade e diminuição da qualidade de vida.

O declínio cognitivo é mais comum em adultos com comprometimento da visão. O declínio cognitivo subjetivo, que é a experiência autorrelatada de pior ou confusão mais frequente ou perda de memória nos últimos 12 meses, afeta 11,2 por cento dos adultos com idade igual ou superior a 45 anos nos Estados Unidos.

A análise dos dados do Sistema de Vigilância de Fator de Risco 2015–2017 determinou que, após o ajuste para idade e outras características demográficas e tabagismo, 18 por cento dos adultos que relataram deficiência visual também relataram limitações funcionais relacionadas com o DC, em comparação com apenas quatro por cento daqueles sem visão prejudicada.

O artigo indicou que a prevenção ou correção do comprometimento da visão pode ser importante na redução das limitações funcionais relacionadas ao declínio cognitivo em adultos com idade igual ou superior a 45 anos.

Fonte: Boa Saúde/Bibliomed

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS