BIOTECNOLOGIA

Livro “Saúde e Cyborgs: Cuidar na era da biotecnologia” lançado hoje

“Para uma Ética do Cuidado em Ambientes de Hipertecnologia” é o título do primeiro de um conjunto de artigos (este de João Maria André, professor catedrático, membro do Instituto de Estudos Filosóficos da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra) escritos por 12 autores e agora editados no livro “Saúde e Cyborgs: Cuidar na era biotecnológica”, que é lançado esta quinta-feira, 6 de junho, na Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC), instituição que o organizou, através da professora Ana Paula Monteiro (doutorada em Ciências Biomédicas) e em colaboração com o professor na Universidade do Minho, Manuel Curado.

Livro “Saúde e Cyborgs: Cuidar na era da biotecnologia” lançado hoje

Editado pela “Edições Esgotadas”, o livro trata de matérias como a informática e o cuidar, as interfaces cérebro-máquina, a bioética da finitude, o superpaternalismo médico, ou o cuidar de enfermagem enquanto cuidar integral profissionalizado.

Em mais de 400 páginas, são apresentadas diferentes esperanças e previsões sobre o futuro do cuidar.

“Algumas perspetivas denunciam o excesso dos meios técnicos nos cuidados de saúde devido ao perigo de desumanização, temendo que o aumento desse império conduza à perda irreversível dos valores que durante séculos orientaram as tarefas do cuidar. Outras perspetivas compartilham a esperança dos seus autores de que nunca se perderá o respeito pela dimensão humana das pessoas que são objeto do cuidar, oferecendo sugestões de caminhos a trilhar em ordem a promover ativamente esse objetivo. Outras ainda temem que os cuidados de saúde sejam apenas um caso isolado de um processo mais vasto de domínio paternalista de todos os aspetos da vida das pessoas”, escreve Manuel Curado, no prefácio do livro.

Stella Zita de Azevedo, Ana Elisabete Ferreira, Lucília Nunes, Carlos Graça, Susana de Noronha, Miguel Pais-Vieira, Catarina Garcia, Margarita Pino-Juste e Paulo Joaquim Pina Queirós são os restantes autores desta obra, a apresentar esta quinta-feira, pelas 11h00, no auditório do polo A da ESEnfC, no âmbito de uma aula aberta sobre Teoria de Enfermagem.

Na génese desta publicação esteve o colóquio “Cyborgs e Biotecnologias: Novas Fronteiras do Cuidar – I Colóquio Internacional de Filosofia do Cuidar”, que se realizou, em maio de 2016, na ESEnfC, sob organização da respetiva Unidade Científico-Pedagógica de Enfermagem Fundamental.

Para apresentar o livro foram convidados André Dias Pereira (Centro de Direito Biomédico da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra) e Aliete Cunha-Oliveira (ESEnfC).

Fonte: press release

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS