PROBIÓTICOS

Probióticos nem sempre são benéficos

O primeiro estudo que investigou o mecanismo de como uma doença se desenvolve usando a tecnologia de órgão humano num chip foi completado com sucesso por engenheiros da Universidade do Texas, nos Estados Unidos.

Probióticos nem sempre são benéficos

Os investigadores foram capazes de compreender melhor uma parte do corpo humano - o sistema digestivo – confirmando que uma rutura da barreira intestinal é responsável pelo início da inflamação do intestino.

O estudo também inclui provas que lançam dúvidas sobre a recomendação de tomar probióticos - bactérias vivas que são consideradas boas para a saúde intestinal e encontradas em suplementos e alimentos como iogurte - regularmente.

De acordo com os resultados, os benefícios dos probióticos dependem da vitalidade do epitélio intestinal, ou da barreira intestinal, uma camada delicada que protege o resto do corpo de outras bactérias potencialmente prejudiciais encontradas no intestino humano.

Os resultados foram publicados na revista Proceedings of the National Academy of Sciences.

Segundo os investigadores, uma vez que a barreira intestinal é danificada, os probióticos podem ser prejudiciais como qualquer outra bactéria que “escapa” para o corpo humano através de uma barreira intestinal danificada; ou seja, apenas quando a barreira intestinal é saudável, os probióticos são benéficos.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS