ALIMENTAÇÃO

Substituir refeições por saladas pode não ser opção mais saudável

Há muitas pessoas que, quando jantam fora, optam por comer uma salada, pois pensam que estão a tomar a decisão mais correta. Mas pode não ser o caso, pois alguns ingredientes juntos fazem com que uma simples salada se torne “não saudável”.

Substituir refeições por saladas pode não ser opção mais saudável

"Verdade seja dita. Nove em cada dez saladas que as pessoas pedem não são mais saudáveis do que os outros itens no menu. As pessoas ficariam surpresas se soubessem o número de calorias que alguns alimentos, como frutas enlatadas, presentes em muitas saladas, têm”, disse Swati Sodhi, consultor sénior de nutrição da SQUATS, uma plataforma de consulta on-line para saúde e fitness.

As saladas são recomendadas para adicionar fibras e micronutrientes à dieta. No entanto, não se deve substituir uma refeição apenas por saladas de vegetais, pois elas não têm proteína. Muitos indivíduos são “vítimas” de dietas da moda e substituem refeições inteiras por saladas de vegetais.

“A longo prazo, se a ingestão de proteínas não for suprida, as pessoas podem tornar-se deficiente em proteínas, que é essencial para todas as funções regulatórias do organismo. Assim, uma parte da refeição pode consistir em saladas, mas não a refeição inteira, pelo menos numa base regular”, disse uma nutricionista, que defendeu que “a maioria das pessoas não percebe que o corpo precisa de um certo número de calorias para desempenhar as suas funções com eficiência.

A maioria dos iniciantes, que querem começar uma dieta nova, começam a comer saladas em todas as refeições do dia, pensando que precisam comer menos para perder peso.

No entanto, comer menos não significa que tem de “morrer de fome”. Comer alface com uma porção de molho cremoso e alguns tomates, por exemplo, não é a coisa certa a fazer. De facto, isso pode levar a um metabolismo mais lento, o que, por sua vez, pode fazer com que se ganhe mais peso a longo prazo”, disseram os especialistas.

Hoje em dia, as pessoas são cada vez mais atraídas para saladas que não são realmente saudáveis. Para que as saladas tenham mais sabor, elas são, muitas vezes, temperadas com molhos altamente calóricos, que contêm queijo ou maionese.

Uma salada saudável deve incluir vegetais frescos e crocantes com algumas especiarias e óleo de baixa caloria ou azeite.

“É preciso ter em atenção o teor calórico quando se encolhem as saladas. Por exemplo, uma salada com frango frito com maionese não é saudável, mas uma tigela de salada cheia de legumes coloridos, frutas ou verduras como espinafre, repolho, brócolos e pimentão, juntamente com cenouras, tomates, feijão e frango grelhado, peixe ou qualquer carne cozida temperada com azeite é uma ótima opção”, disseram os nutricionistas.

Para além disso, há a parte da higiene: “se as pessoas estão a comprar saladas já prontas, devem ter cuidado com os seus padrões de higiene. As saladas podem ter um grande número de micróbios e podem ser uma fonte de infeção se não forem preparadas adequadamente e estiverem prontas para comer. Deve-se ter a certeza de que o produto comprado está limpo e que segue todas as medidas de segurança”, alertaram ainda.

Fonte: Economic Times

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS