BIPOLARIDADE

Psicose pós-parto é de grande risco para mães com transtorno bipolar

As mulheres grávidas com transtorno bipolar, as suas famílias e os médicos devem estar cientes de um risco significativamente maior de estas mulheres desenvolverem psicose pós-parto.

Psicose pós-parto é de grande risco para mães com transtorno bipolar

O alerta surge de uma nova revisão das universidades Northwestern e Stanford e do Centro Médico de Erasmus, na Holanda, publicada no The American Journal of Psychiatry.

A psicose pós-parto quase sempre decorre do transtorno bipolar, mas é muitas vezes subavaliada devido à sua raridade e falta de pesquisa sobre o assunto.

Para agravar o problema, os médicos estão relutantes em prescrever lítio em mulheres que amamentam por receio de que o medicamento possa ter efeitos negativos sobre o bebé.

"Na maioria das vezes, o risco do medicamento é menor do que o risco de não ter a doença controlada", disse a autora sénior, Katherine Wisner.

Katherine Wisner reforça ainda que a depressão pós-parto não deve ser confundida com a psicose pós-parto. As mulheres com depressão pós-parto podem apresentar sintomas que incluem fadiga, ansiedade e pensamentos obsessivos, mas não há alucinações, delírios ou sintomas psicóticos, ao contrário do que caracteriza a psicose aguda pós-parto.

Os cientistas recomendam, por isso, que as mulheres que sofrem de transtorno bipolar "precisam de estar cientes de que a psicose pós-parto é uma possibilidade e que existem tratamentos preventivos que são altamente eficazes."

Fonte: Eurekalert

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS